Notícias

Fique por dentro de tudo o que acontece no universo do cinema!

Conheça os vencedores do European Film Awards 2018

por: Cinevitor

guerrafriaeuropeanvenceTomasz Kot e Joanna Kulig em Guerra Fria, de Pawel Pawlikowski.

Foram anunciados neste sábado, 15/12, em Sevilha, na Espanha, os vencedores do 31º European Film Awards, premiação criada pela European Film Academy que elege as melhores produções cinematográficas europeias. Os premiados são escolhidos pelos membros da EFA, que conta com mais de três mil integrantes.

O polonês Guerra Fria, dirigido por Pawel Pawlikowski, que liderava a lista de indicações, se tornou o grande vencedor desta edição com cinco prêmios, entre eles, o de melhor filme.

Neste ano, o cineasta grego Costa-Gavras foi homenageado com um prêmio honorário pelo conjunto de sua obra. O ator britânico Ralph Fiennes recebeu o European Achievement in World Cinema Award pelo reconhecimento de sua carreira e a atriz espanhola Carmen Maura foi consagrada com o Lifetime Achievement Award.

Confira a lista completa com os vencedores do European Film Awards 2018:

MELHOR FILME EUROPEU:
Guerra Fria (Zimna wojna), de Pawel Pawlikowski (Polônia/França/Reino Unido)

MELHOR DIREÇÃO:
Pawel Pawlikowski, por Guerra Fria

MELHOR ATRIZ EUROPEIA:
Joanna Kulig, por Guerra Fria

MELHOR ATOR EUROPEU:
Marcello Fonte, por Dogman

MELHOR ROTEIRO:
Guerra Fria, escrito por Pawel Pawlikowski

MELHOR FILME EUROPEU DE COMÉDIA:
A Morte de Stalin, de Armando Iannucci (França/Reino Unido/Bélgica/Canadá)

MELHOR DOCUMENTÁRIO EUROPEU:
Bergman – 100 anos (Bergman – ett år, ett liv), de Jane Magnusson (Suécia/Noruega)

MELHOR FILME EUROPEU DE ANIMAÇÃO:
Another Day of Life, de Raúl de la Fuente e Damian Nenow (Polônia/Espanha/Alemanha/Bélgica/Hungria)

EUROPEAN DISCOVERY | PRÊMIO FIPRESCI:
Girl, de Lukas Dhont (Holanda/Bélgica)

MELHOR CURTA-METRAGEM EUROPEU:
The Years (Gli Anni), de Sara Fgaier (Itália/França)

MELHOR MAQUIAGEM E PENTEADO:
Dogman, por Lorenzo Tamburini, Dalia Colli e Daniela Tartari

MELHOR TRILHA SONORA:
3 Dias em Quiberon, por Christoph Kaiser e Julian Maas

MELHOR DESENHO DE SOM:
Der Hauptmann (The Captain), por André Bendocchi-Alves e Martin Steyer

MELHOR FOTOGRAFIA | PRIX CARLO DI PALMA:
Utøya: 22 de Julho, por Martin Otterbeck

MELHOR EDIÇÃO:
Guerra Fria, por Jarosław Kamiński

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO:
Verão (Leto), por Andrey Ponkratov

MELHOR FIGURINO:
Dogman, por Massimo Cantini Parrini

MELHORES EFEITOS ESPECIAIS:
Gräns (Border), por Peter Hjorth

PEOPLE’S CHOICE AWARD 2018:
Me Chame Pelo Seu Nome, de Luca Guadagnino (Itália/França/Brasil/EUA)

Foto: Lukasz Bak.

Women Film Critics Circle Awards 2018: conheça as vencedoras

por: Cinevitor

afavoritawomenOlivia Colman em A Favorita: premiada.

A Women Film Critics Circle é a primeira organização americana de críticas de cinema que se dedica pelo reconhecimento das mulheres na sétima arte. Todo ano, desde 2004, elas anunciam uma lista com os melhores trabalhos no cinema, premiando atrizes, filmes, diretoras e roteiristas.

Nesta edição, a comédia dramática A Favorita, dirigida por Yorgos Lanthimos, se consagrou como a grande campeã em três categorias; o drama mexicano Roma, de Alfonso Cuarón, também se destacou e ganhou dois prêmios, entre eles, o de melhor filme estrangeiro.

Confira a lista completa com os vencedores do Women Film Critics Circle Awards 2018:

MELHOR FILME SOBRE MULHERES:
A Favorita, de Yorgos Lanthimos
2º lugar: Roma, de Alfonso Cuarón

MELHOR FILME FEITO POR UMA MULHER:
Poderia Me Perdoar?, de Marielle Heller
2º lugar: Leave No Trace, de Debra Granik

MELHOR ROTEIRISTA MULHER:
Audrey Wells, por O Ódio que Você Semeia
2º lugar: Debra Granik, por Leave No Trace

MELHOR ATRIZ:
Olivia Colman, por A Favorita
2º lugar: Toni Collette, por Hereditário

MELHOR ATOR:
Ethan Hawke, por First Reformed
2º lugar: Viggo Mortensen, por Green Book: O Guia

MELHOR ATRIZ JOVEM:
Elsie Fisher, por Oitava Série
2º lugar: Thomasin McKenzie, por Leave No Trace 

MELHOR ATRIZ DE COMÉDIA:
Olivia Colman, por A Favorita
2º lugar: Melissa McCarthy, por Poderia Me Perdoar?

MELHOR FILME ESTRANGEIRO REALIZADO POR OU SOBRE MULHERES:
Roma, de Alfonso Cuarón (México)
2º lugar: Cafarnaum, de Nadine Labaki (Líbano)

MELHOR DOCUMENTÁRIO REALIZADO POR OU SOBRE MULHERES:
RBG, de Julie Cohen e Betsy West
2º lugar: Shirkers, de Sandi Tan

MELHOR CASAL EM CENA:
Se a Rua Beale Falasse

MELHOR IGUALDADE DE SEXOS:
Pantera Negra

MELHORES SUPER-HEROÍNAS DE AÇÃO:
Pantera Negra

PRÊMIO MULHER INVISÍVEL (performance de uma mulher cujo impacto sobre um filme tem sido ignorado):
Glenn Close, por A Esposa

MELHOR ANIMAÇÃO FEMININA:
Os Incríveis 2

MELHOR FILME PARA A FAMÍLIA:
Oitava Série, de Bo Burnham

MELHOR ELENCO FEMININO:
As Viúvas
2º lugar: A Favorita

DIREÇÃO MAIS CORAJOSA:
Jennifer Fox, por O Conto
2º lugar: Haifaa Al-Mansour, por Mary Shelley

ATUAÇÃO MAIS CORAJOSA (papéis não convencionais que redefinem a imagem da mulher no cinema):
Nicole Kidman, por O Peso do Passado
2º lugar: Viola Davis, por As Viúvas

PRÊMIO ADRIENNE SHELLY (filme que se opõe à violência contra a mulher):
Say Her Name: The Life and Death of Sandra Bland, de Kate Davis e David Heilbroner

PRÊMIO JOSEPHINE BAKER (filme que melhor expressa a mulher negra nos Estados Unidos):
Se a Rua Beale Falasse, de Barry Jenkins

PRÊMIO KAREN MORLEY (filme que exemplifica o lugar da mulher na história ou na sociedade e sua corajosa busca pela identidade):
Roma, de Alfonso Cuarón

PRÊMIO AÇÃO E ATIVISMO:
Viola Davis

PRÊMIO PELO CONJUNTO DA OBRA:
Ellen Burstyn

MAMÃEZINHA QUERIDA/PRÊMIO DE PIOR MÃE DO ANO EM UM FILME:
Jacki Weaver, por As Viúvas

PIONEERS: FIRST WOMEN FILMMAKERS:
Edição de colecionador da Kino Lorber

WFCC HALL OF SHAME:
Bryan Singer

Foto: Divulgação.

Prêmio APCA: Arábia, de Affonso Uchoa e João Dumans, é eleito o melhor filme de 2018

por: Cinevitor

arabiaapca2018Protagonista de Arábia: o ator Aristides de Sousa.

A Associação Paulista de Críticos de Artes anunciou nesta quarta-feira, 12/12, os vencedores do Prêmio APCA 2018, que conta com os melhores do ano nas seguintes categorias: Arquitetura, Artes Visuais, Cinema, Dança, Literatura, Música Popular, Rádio, Teatro, Teatro Infantil e Televisão.

Em assembleia que reuniu os críticos no Sindicato dos Jornalistas do Estado de S. Paulo, Celso Curi, presidente da APCA, reitera a importância do fortalecimento das associações culturais em momentos em que há fragilidades nas políticas públicas para as Artes e para a Cultura.

Na categoria Cinema, os críticos Luiz Carlos Merten, Flavia Guerra, Orlando Margarido e Walter Cezar Addeo escolheram Arábia, de Affonso Uchoa e João Dumans, como o melhor filme do ano. A cerimônia de entrega dos prêmios aos artistas contemplados acontecerá em data a ser marcada no primeiro semestre de 2019.

Conheça os vencedores do Prêmio APCA 2018 na categoria de cinema:

MELHOR FILME:
Arábia, de Affonso Uchoa e João Dumans

MELHOR DIREÇÃO:
Caroline Leone, por Pela Janela

MELHOR ROTEIRO:
Benzinho, escrito por Gustavo Pizzi e Karine Teles

MELHOR ELENCO | INTERPRETAÇÃO COLETIVA:
Paraíso Perdido, de Monique Gardenberg

MELHOR FOTOGRAFIA:
Tinta Bruta, por Glauco Firpo

MELHOR DOCUMENTÁRIO:
Piripkura, de Mariana Oliva, Renata Terra e Bruno Jorge

PRÊMIO ESPECIAL DO JÚRI:
Antes do Fim, de Cristiano Burlan

Foto: Divulgação.

Conheça os indicados ao Prêmio Goya 2019, o Oscar espanhol

por: Cinevitor

todoslossabengoyaPenélope Cruz, Javier Bardem e Eduard Fernández em Todos lo saben, de Asghar Farhadi.

A Academia das Artes e Ciências Cinematográficas da Espanha realiza, desde 1987, o Prêmio Goya (ou Premios Goya), evento que elege os melhores filmes e profissionais do cinema e é conhecido como o Oscar espanhol.

Nesta quarta-feira, 12/12, os atores Paco León e Rossy de Palma anunciaram, em Madrid, os indicados da 33ª edição da premiação, que acontecerá no dia 2 de fevereiro de 2019, em Sevilha, na Espanha. O suspense El Reino, de Rodrigo Sorogoyen, lidera a lista com 13 indicações. O Brasil estava na disputa por uma vaga entre os quatro finalistas da categoria de melhor filme ibero-americano com Benzinho, dirigido por Gustavo Pizzi, mas ficou de fora da competição.

Neste ano, o cineasta uruguaio Narciso ‘Chicho’ Ibáñez Serrador receberá o Goya honorário por sua carreira. Ele ficou conhecido por ajudar a popularizar o horror e o cinema fantástico na Espanha. Em sua filmografia, destacam-se: Os Meninos (1976) e A Casa dos Desejos (1970); além de muitos trabalhos para a TV.

Conheça os indicados ao Prêmio Goya 2019:

MELHOR FILME:
Campeones
Carmen & Lola
El Reino
Entre dos Aguas
Todos lo saben

MELHOR DIREÇÃO:
Asghar Farhadi, por Todos lo saben
Isaki Lacuesta, por Entre dos Aguas
Javier Fesser, por Campeones
Rodrigo Sorogoyen, por El Reino

MELHOR ATOR:
Antonio de la Torre, por El Reino
Javier Bardem, por Todos lo saben
Javier Gutiérrez, por Campeones
Jose Coronado, por Tu hijo

MELHOR ATRIZ:
Lola Dueñas, por Viaje al cuarto de una madre
Najwa Nimri, por Quién te cantará
Penélope Cruz, por Todos lo saben
Susi Sánchez, por O Vazio do Domingo

MELHOR ATOR COADJUVANTE:
Antonio de la Torre, por Uma Noite de 12 Anos
Eduard Fernández, por Todos lo saben
Juan Margallo, por Campeones
Luis Zahera, por El Reino

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE:
Ana Wagener, por El Reino
Anna Castillo, por Viaje al cuarto de una madre
Carolina Yuste, por Carmen & Lola
Natalia de Molina, por Quién te cantará

MELHOR DIREÇÃO ESTREANTE:
Andrea Jaurrieta, por Ana de día
Arantxa Echevarría, por Carmen & Lola
Celia Rico, por Viaje al cuarto de una madre
César Esteban Alenda e José Esteban Alenda, por Sin fin

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL:
Campeones, escrito por David Marqués e Javier Fesser
Carmen & Lola, escrito por Arantxa Echevarría
El Reino, escrito por Isabel Peña e Rodrigo Sorogoyen
Todos lo saben, escrito por Asghar Farhadi

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO:
Jefe, escrito por Marta Sofía Martins e Natxo López
Superlópez, escrito por Borja Cobeaga e Diego San José
Uma Noite de 12 Anos, escrito por Álvaro Brechner
Yuli, escrito por Paul Laverty

ATOR REVELAÇÃO:
Carlos Acosta, por Yuli
Francisco Reyes, por El Reino
Jesús Vidal, por Campeones
Moreno Borja, por Carmen & Lola

ATRIZ REVELAÇÃO:
Eva Llorach, por Quién te cantará
Gloria Ramos, por Campeones
Rosy Rodríguez, por Carmen & Lola
Zaira Romero, por Carmen & Lola

MELHOR DIREÇÃO DE PRODUÇÃO:
Campeones, por Luis Fernández Lago
El fotógrafo de Mauthausen, por Eduard Vallès e Hanga Kurucz
El hombre que mató a Don Quijote, por Yousaf Bokhari
El Reino, por Iñaki Ros

MELHOR FOTOGRAFIA:
El Reino, por Alejandro de Pablo
La sombra de la ley, por Josu Incháustegui
Quién te cantará, por Eduard Grau
Yuli, por Álex Catalán

MELHOR MONTAGEM:
Campeones, por Javier Fesser
El Reino, por Alberto del Campo
Todos lo saben, por Hayedeh Safiyari
Viaje al cuarto de una madre, por Fernando Franco

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE:
El fotógrafo de Mauthausen, por Rosa Ros
El hombre que mató a Don Quijote, por Benjamín Fernández
La sombra de la ley, por Juan Pedro de Gaspar
Superlópez, por Balter Gallart

MELHOR FIGURINO:
El fotógrafo de Mauthausen, por Mercè Paloma
El hombre que mató a Don Quijote, por Lena Mossum
Por La sombra de la ley, por Clara Bilbao
Quién te cantará, por Ana López Cobos

MELHOR MAQUIAGEM E PENTEADO:
El fotógrafo de Mauthausen, por Caitlin Acheson, Jesús Martos e Pablo Perona
El hombre que mató a Don Quijote, por Sylvie Imbert, Amparo Sánchez e Pablo Perona
Por La sombra de la ley, por Raquel Fidalgo, Noé Montes e Alberto Hortas
Por Quién te cantará, por Rafael Mora e Anabel Beato

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL:
El Reino, por Olivier Arson
En las estrellas, por Iván Palomares
La sombra de la ley, por Manuel Riveiro e Xavi Font
Yuli, por Alberto Iglesias

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL:
Este es el momento, de Coque Malla (Campeones)
Me vas a extrañar, de Paco de la Rosa (Carmen & Lola)
Tarde azul de abril, de Roque Baños e Tessy Díez Martín (El hombre que mató a Don Quijote)
Una de esas noches sin final, de Javier Limón (Todos lo saben)

MELHOR SOM:
Campeones, por Arman Ciudad, Charly Schmukler e Alfonso Raposo
El Reino, por Roberto Fernández e Alfonso Raposo
Quién te cantará, por Daniel de Zayas, Eduardo Castro e Mario González
Yuli, por Eva Valiño, Pelayo Gutiérrez e Alberto Ovejero

MELHORES EFEITOS ESPECIAIS:
El Reino, por Óscar Abades e Helmuth Barnert
Errementari (El herrero y el Diablo), por Jon Serrano e David Heras
La sombra de la ley, por Lluís Rivera e Félix Bergés
Superlópez, por Lluís Rivera e Laura Pedro

MELHOR ANIMAÇÃO:
Azahar
Bikes The Movie
Memorias de un hombre en pijama
Un día más con vida

MELHOR DOCUMENTÁRIO:
Apuntes para una película de atracos
Camarón: flamenco y revolución
Desenterrando Sad Hill
O Silêncio dos Outros

MELHOR FILME HISPANO-AMERICANO:
Cachorros, de Marcela Said (Chile)
O Anjo, de Luis Ortega (Argentina)
Roma, de Alfonso Cuarón (México)
Uma noite de 12 anos, de Álvaro Brechner (Uruguai)

MELHOR FILME EUROPEU:
A Festa, de Sally Potter (Reino Unido)
Guerra Fria, de Pawel Pawlikowsky (Polônia)
Girl, de Lukas Dhont (Bélgica)
Trama Fantasma, de Paul Thomas Anderson (Reino Unido)

MELHOR CURTA-METRAGEM | FICÇÃO:
9 pasos
Bailaora
Cerdita
El niño que quería volar
Matria

MELHOR CURTA-METRAGEM | DOCUMENTÁRIO:
El tesoro
Gaza
Kyoko
Wan Xia. La última luz del atardecer

MELHOR CURTA-METRAGEM | ANIMAÇÃO:
Cazatalentos
El olvido
I Wish…
Soy una tumba

Foto: Divulgação.

25º SAG Awards: conheça os indicados

por: Cinevitor

poderiaperdoarsagMelissa McCarthy e Richard E. Grant em Poderia Me Perdoar?: indicados.

O Sindicato dos Atores dos Estados Unidos divulgou nesta quarta-feira, 12/12, os indicados ao 25º Screen Actors Guild Awards, também conhecido como SAG Awards. O anúncio foi realizado pelas atrizes Awkwafina e Laverne Cox, acompanhadas por Gabrielle Carteris, presidente do SAG-AFTRA (Screen Actors Guild‐American Federation of Television and Radio Artists); JoBeth Williams, presidente do Comitê do SAG Awards; e Elizabeth McLaughlin, membro do Comitê.

O prêmio, que elege os melhores atores da TV e do cinema, é considerado uma prévia para o Oscar, já que seus vencedores quase sempre acabam levando a estatueta dourada para casa. Na última edição, por exemplo, Gary OldmanFrances McDormandSam RockwellAllison Janney foram premiados pelo Sindicato e também pela Academia.

Nesta 25ª edição, o ator Alan Alda será homenageado com o prêmio Life Achievement pelo conjunto da obra. Com mais de 60 trabalhos no currículo, Alda foi indicado ao Oscar, em 2005, na categoria de melhor ator coadjuvante pelo filme O Aviador. Por seu trabalho na série M*A*S*H foi premiado diversas vezes, inclusive no Globo de Ouro, seis vezes vencedor da estatueta de melhor ator.

O SAG Awards 2019 acontecerá no dia 27 de janeiro de 2019 e o apresentador da cerimônia ainda não foi anunciado.

Confira a lista com os indicados ao 25º SAG Awards nas categorias de cinema:

MELHOR ELENCO:
Bohemian Rhapsody
Infiltrado na Klan
Nasce uma Estrela
Pantera Negra
Podres de Ricos

MELHOR ATOR:
Bradley Cooper, por Nasce uma Estrela
Christian Bale, por Vice
John David Washington, por Infiltrado na Klan
Rami Malek, por Bohemian Rhapsody
Viggo Mortensen, por Green Book: O Guia

MELHOR ATRIZ:
Emily Blunt, por O Retorno de Mary Poppins
Glenn Close, por A Esposa
Lady Gaga, por Nasce uma Estrela
Melissa McCarthy, por Poderia Me Perdoar?
Olivia Colman, por A Favorita

MELHOR ATOR COADJUVANTE:
Adam Driver, por Infiltrado na Klan
Mahershala Ali, por Green Book: O Guia
Richard E. Grant, por Poderia Me Perdoar?
Sam Elliott, por Nasce uma Estrela
Timothée Chalamet, por Querido Menino

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE:
Amy Adams, por Vice
Emma Stone, por A Favorita
Emily Blunt, por Um Lugar Silencioso
Margot Robbie, por Duas Rainhas
Rachel Weisz, por A Favorita

MELHOR EQUIPE DE DUBLÊS:
A Balada de Buster Scruggs
Homem-Formiga e a Vespa
Missão: Impossível – Efeito Fallout
Pantera Negra
Vingadores: Guerra Infinita

Foto: Divulgação/Twentieth Century Fox Film.

Associação de Críticos de Cinema de San Diego anuncia os melhores de 2018

por: Cinevitor

leavenotracesandiegoThomasin McKenzie e Ben Foster em Leave No Trace: filme vencedor.

A Associação de Críticos de Cinema de San Diego (San Diego Film Critics Society) divulgou nesta segunda-feira, 10/12, sua lista com os melhores do ano. Nesta 23ª edição, o drama Leave No Trace, de Debra Granik, se consagrou como o grande campeão.

A Associação tem como objetivo proporcionar diversas opiniões críticas sobre filmes, avançar na educação e na conscientização cinematográfica, além de reconhecer excelências no cinema desde 1996 quando realizou, pela primeira vez, o San Diego Film Critics Society’s Award elegendo o drama policial Fargo, de Joel e Ethan Coen, como o melhor filme daquele ano.

Nos últimos cinco anos, os vencedores na categoria de melhor filme segundo os críticos de San Diego também foram aclamados em outras premiações, mas não foram consagrados pela Academia com o tão cobiçado Oscar de melhor filme. Foram eles: Ela, em 2013; O Abutre, em 2014; Mad Max: Estrada da Fúria, em 2015; A Qualquer Custo, em 2016; e Corra!, em 2017.

Conheça os vencedores do San Diego Film Critics Society’s Award 2018:

MELHOR FILME:
Leave No Trace
2º lugar: Green Book: O Guia

MELHOR DIREÇÃO:
Debra Granik, por Leave No Trace
2º Lugar: Peter Farrelly, por Green Book: O Guia

MELHOR ATOR:
Ethan Hawke, por First Reformed
2º Lugar: Viggo Mortensen, por Green Book: O Guia

MELHOR ATRIZ:
Glenn Close, por A Esposa
2º Lugar: Melissa McCarthy, por Poderia Me Perdoar?

MELHOR ATOR COADJUVANTE (empate):
Richard E. Grant, por Poderia Me Perdoar?
Timothée Chalamet, por Querido Menino

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE:
Nicole Kidman, por Boy Erased: Uma Verdade Anulada
2º lugar: Nina Arianda, por Stan & Ollie

MELHOR ATUAÇÃO EM COMÉDIA:
Hugh Grant, por Paddington 2
2º Lugar: Jesse Plemons, por A Noite do Jogo

MELHOR ELENCO:
A Noite do Jogo
2º lugar: A Favorita

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL:
Oitava Série, escrito por Bo Burnham
2º Lugar: Green Book: O Guia, escrito por Nick Vallelonga, Brian Hayes Currie e Peter Farrelly

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO:
A Morte de Stalin, escrito por Armando Iannucci, David Schneider, Ian Martin, Peter Fellows e Fabien Nury
2º Lugar: Boy Erased: Uma Verdade Anulada, escrito por Joel Edgerton

MELHOR DOCUMENTÁRIO:
Três Estranhos Idênticos, de Tim Wardle
2º Lugar: Free Solo, de Jimmy Chin e Elizabeth Chai Vasarhelyi

MELHOR FOTOGRAFIA (empate):
A Balada de Buster Scruggs, por Bruno Delbonnel
Domando o Destino, por Joshua James Richards

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO:
A Favorita, por Fiona Crombie
2º Lugar: Stan & Ollie, por John Paul Kelly

MELHOR EDIÇÃO:
A Noite do Jogo, por Jamie Gross e David Egan
2º Lugar: Um Lugar Silencioso, por Christopher Tellefsen

MELHORES EFEITOS VISUAIS:
Jogador N°1
2º Lugar: Christopher Robin: Um Reencontro Inesquecível

MELHOR FIGURINO (empate):
A Favorita, por Sandy Powell
Paddington 2, por Lindy Hemming

MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO:
Ilha dos Cachorros, de Wes Anderson
2º Lugar: Homem-Aranha no Aranhaverso, de Bob Persichetti, Peter Ramsey e Rodney Rothman

MELHOR FILME ESTRANGEIRO:
Assunto de Família, de Hirokazu Kore-eda (Japão)
2º Lugar: Cafarnaum, de Nadine Labaki (Líbano)

MELHOR USO DE MÚSICA EM FILME:
Maus Momentos no Hotel Royale
2º Lugar: Bohemian Rhapsody

ARTISTA REVELAÇÃO:
Thomasin McKenzie, por Leave No Trace
2º Lugar: Charlie Plummer, por A Rota Selvagem

BODY OF WORK:
John C. Reilly, por The Sisters Brothers, WiFi Ralph: Quebrando a Internet e Stan & Ollie

Foto: Divulgação/MAB Productions.

A Favorita, de Yorgos Lanthimos, lidera indicações ao 24º Critics’ Choice Awards

por: Cinevitor

afavoritacriticsRachel Weisz e Olivia Colman em A Favorita: indicadas.

A Broadcast Film Critics Association, maior organização de críticos americanos e canadenses, que conta com mais de 300 membros, anunciou nesta segunda-feira, 10/12, os indicados ao 24º Critics’ Choice Awards, importante premiação que elege os melhores da TV e do cinema, e que acontecerá no dia 13 de janeiro de 2019.

Neste ano, a comédia dramática A Favorita, de Yorgos Lanthimos, lidera a lista com 14 indicações, entre elas, a de melhor filme. Pantera Negra, de Ryan Coogler, aparece na sequência com doze indicações. O Primeiro Homem, de  Damien Chazelle, se destaca com dez; O Retorno de Mary Poppins, Nasce uma Estrela e Vice, surgem com nove indicações cada.

Conheça os indicados ao 24º Critics’ Choice Awards nas categorias de cinema:

MELHOR FILME:
A Favorita
Green Book: O Guia
Infiltrado na Klan
Nasce uma Estrela
O Primeiro Homem
O Retorno de Mary Poppins
Pantera Negra
Roma
Se a Rua Beale Falasse
Vice

MELHOR ATOR:
Bradley Cooper, por Nasce uma Estrela
Christian Bale, por Vice
Ethan Hawke, por First Reformed
Rami Malek, por Bohemian Rhapsody
Ryan Gosling, por O Primeiro Homem
Viggo Mortensen, por Green Book: O Guia
Willem Dafoe, por No Portal da Eternidade

MELHOR ATRIZ:
Emily Blunt, por O Retorno de Mary Poppins
Glenn Close, por A Esposa
Lady Gaga, por Nasce uma Estrela
Melissa McCarthy, por Poderia Me Perdoar?
Olivia Colman, por A Favorita
Toni Collette, por Hereditário
Yalitza Aparicio, por Roma

MELHOR ATOR COADJUVANTE:
Adam Driver, por Infiltrado na Klan
Mahershala Ali, por Green Book: O Guia
Michael B. Jordan, por Pantera Negra
Richard E. Grant, por Poderia Me Perdoar?
Sam Elliott, por Nasce uma Estrela
Timothée Chalamet, por Querido Menino

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE:
Amy Adams, por Vice
Claire Foy, por O Primeiro Homem
Emma Stone, por A Favorita
Nicole Kidman, por Boy Erased: Uma Verdade Anulada
Rachel Weisz, por A Favorita
Regina King, por Se a Rua Beale Falasse

MELHOR ATOR/ATRIZ JOVEM:
Amandla Stenberg, por O Ódio que Você Semeia
Ed Oxenbould, por Vida Selvagem
Elsie Fisher, por Oitava Série
Millicent Simmonds, por Um Lugar Silencioso
Sunny Suljic, por Mid90s
Thomasin McKenzie, por Leave No Trace

MELHOR ELENCO:
A Favorita
As Viúvas
Pantera Negra
Podres de Ricos
Vice

MELHOR DIREÇÃO:
Adam McKay, por Vice
Alfonso Cuarón, por Roma
Bradley Cooper, por Nasce uma Estrela
Damien Chazelle, por O Primeiro Homem
Peter Farrelly, por Green Book: O Guia
Spike Lee, por Infiltrado na Klan
Yorgos Lanthimos, por A Favorita

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL:
A Favorita, escrito por Deborah Davis e Tony McNamara
First Reformed, escrito por Paul Schrader
Green Book: O Guia, escrito por Nick Vallelonga, Brian Hayes Currie e Peter Farrelly
Oitava Série, escrito por Bo Burnham
Roma, escrito por Alfonso Cuarón
Um Lugar Silencioso, escrito por Bryan Woods, Scott Beck e John Krasinski
Vice, escrito por Adam McKay

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO:
Infiltrado na Klan, escrito por Charlie Wachtel, David Rabinowitz, Kevin Willmott e Spike Lee
Nasce uma Estrela, escrito por Eric Roth, Bradley Cooper e Will Fetters
O Primeiro Homem, escrito por Josh Singer
Pantera Negra, escrito por Ryan Coogler e Joe Robert Cole
Poderia Me Perdoar?, escrito por Nicole Holofcener e Jeff Whitty
Se a Rua Beale Falasse, escrito por Barry Jenkins

MELHOR FOTOGRAFIA:
A Favorita, por Robbie Ryan
Nasce uma Estrela, por Matthew Libatique
O Primeiro Homem, por Linus Sandgren
Pantera Negra, por Rachel Morrison
Roma, por Alfonso Cuarón
Se a Rua Beale Falasse, por James Laxton

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO:
A Favorita, por Fiona Crombie e Alice Felton
O Primeiro Homem, por Nathan Crowley e Kathy Lucas
O Retorno de Mary Poppins, por John Myhre e Gordon Sim
Pantera Negra, por Hannah Beachler e Jay Hart
Podres de Ricos, por Nelson Coates e Andrew Baseman
Roma, por Eugenio Caballero e Barbara Enriquez

MELHOR EDIÇÃO:
A Favorita, por Yorgos Mavropsaridis
As Viúvas, por Joe Walker
Nasce uma Estrela, por Jay Cassidy
O Primeiro Homem, por Tom Cross
Roma, por Alfonso Cuarón e Adam Gough
Vice, por Hank Corwin

MELHOR FIGURINO:
A Favorita, por Sandy Powell
Bohemian Rhapsody, por Julian Day
Duas Rainhas, por Alexandra Byrne
O Retorno de Mary Poppins, por Sandy Powell
Pantera Negra, por Ruth Carter

MELHOR MAQUIAGEM E PENTEADO:
A Favorita
Bohemian Rhapsody
Duas Rainhas
Pantera Negra
Suspiria
Vice

MELHORES EFEITOS VISUAIS:
Jogador N°1
Missão: Impossível – Efeito Fallout
O Primeiro Homem
O Retorno de Mary Poppins
Pantera Negra
Vingadores: Guerra Infinita

MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO:
Homem-Aranha no Aranhaverso
Ilha dos Cachorros
Mirai
O Grinch
Os Incríveis 2
WiFi Ralph: Quebrando a Internet

MELHOR FILME DE AÇÃO:
As Viúvas
Deadpool 2
Jogador N°1
Missão: Impossível – Efeito Fallout
Pantera Negra
Vingadores: Guerra Infinita

MELHOR FILME DE COMÉDIA:
A Favorita
A Morte de Stalin
A Noite do Jogo
Deadpool 2
Podres de Ricos
Sorry to Bother You

MELHOR ATOR EM COMÉDIA:
Christian Bale, por Vice
Jason Bateman, por A Noite do Jogo
John C. Reilly, por Stan & Ollie
Lakeith Stanfield, por Sorry to Bother You
Ryan Reynolds, por Deadpool 2
Viggo Mortensen, por Green Book: O Guia

MELHOR ATRIZ EM COMÉDIA:
Charlize Theron, por Tully
Constance Wu, por Podres de Ricos
Elsie Fisher, por Oitava Série
Emily Blunt, por O Retorno de Mary Poppins
Olivia Colman, por A Favorita
Rachel McAdams, por A Noite do Jogo

MELHOR FILME DE FICÇÃO CIENTÍFICA OU TERROR:
Aniquilação
Halloween
Hereditário
Suspiria
Um Lugar Silencioso

MELHOR FILME ESTRANGEIRO:
Assunto de Família, de Hirokazu Kore-eda (Japão)
Cafarnaum, de Nadine Labaki (Líbano)
Em Chamas, de Lee Chang-Dong (Coreia do Sul)
Guerra Fria, de Pawel Pawlikowski (Polônia)
Roma, de Alfonso Cuarón (México)

MELHOR CANÇÃO:
All the Stars, interpretada por Kendrick Lamar e Sza (Pantera Negra)
Girl in the Movies, interpretada por Dolly Parton (Dumplin’)
I’ll Fight, interpretada por Jennifer Hudson (RBG)
Shallow, interpretada por Bradley Cooper e Lady Gaga (Nasce uma Estrela)
The Place Where Lost Things Go, interpretada por Emily Blunt (O Retorno de Mary Poppins)
Trip a Little Light Fantastic, interpretada por Lin-Manuel Miranda e Emily Blunt (O Retorno de Mary Poppins)

MELHOR TRILHA SONORA:
Green Book: O Guia, por Kris Bowers
Ilha dos Cachorros, por Alexandre Desplat
O Primeiro Homem, por Justin Hurwitz
O Retorno de Mary Poppins, por Marc Shaiman
Pantera Negra, por Ludwig Göransson
Se a Rua Beale Falasse, por Nicholas Britell

Foto: Divulgação.

Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles anuncia os melhores de 2018

por: Cinevitor

emchamaslosangelesYoo Ah-In, Jeon Jong-seo e Steven Yeun em cena do filme Em Chamas.

Fundada em 1975, a Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles é composta por profissionais especializados em crítica cinematográfica que trabalham em veículos impressos e virtuais da cidade. Como de costume, os melhores da sétima arte, segundo os membros da LAFCA, são anunciados sempre em dezembro.

Em sua 44ª edição, o drama mexicano Roma, de Alfonso Cuarón, levou o prêmio de melhor filme; o sul-coreano Em Chamas, de Lee Chang-dong, ficou em segundo lugar.

Nos últimos anos, os vencedores da categoria de melhor filme do Los Angeles Film Critics Association Awards também levaram a mais cobiçada estatueta dourada da Academia: Spotlight: Segredos Revelados, em 2015; e Moonlight: Sob a Luz do Luar, em 2016. Porém, no ano passado, Me Chame Pelo Seu Nome foi consagrado pelos críticos, mas perdeu o Oscar para A Forma da Água, de Guillermo del Toro.

Conheça os vencedores de 2018, segundo a Los Angeles Film Critics Association:

MELHOR FILME:
Roma, de Alfonso Cuarón
2º lugar: Em Chamas, de Lee Chang-dong

MELHOR DOCUMENTÁRIO:
Shirkers, de Sandi Tan
2º lugar: Minding the Gap, de Bing Liu

MELHOR DIREÇÃO:
Debra Granik, por Leave No Trace
2º lugar: Alfonso Cuarón, por Roma

MELHOR ROTEIRO:
Poderia Me Perdoar?, escrito por Nicole Holofcener e Jeff Whitty
2º lugar: A Favorita, escrito por Deborah Davis e Tony McNamara

MELHOR ATOR:
Ethan Hawke, por First Reformed
2º lugar: Ben Foster, por Leave No Trace

MELHOR ATRIZ:
Olivia Colman, por A Favorita
2º lugar: Toni Collette, por Hereditário

MELHOR ATOR COADJUVANTE:
Steven Yeun, por Em Chamas
2º lugar: Hugh Grant, por Paddington 2

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE:
Regina King, por Se a Rua Beale Falasse
2º lugar: Elizabeth Debicki, por As Viúvas

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO:
Pantera Negra, por Hannah Beachler
2º lugar: A Favorita, por Fiona Crombie

MELHOR EDIÇÃO:
Minding the Gap, por Joshua Altman e Bing Liu
2º lugar: Roma, por Alfonso Cuarón e Adam Gough

MELHOR FOTOGRAFIA:
Roma, por Alfonso Cuarón
2º lugar: Se a Rua Beale Falasse, por James Laxton

MELHOR TRILHA SONORA:
Se a Rua Beale Falasse, por Nicholas Britell
2º lugar: O Primeiro Homem, por Justin Hurwitz

MELHOR FILME ESTRANGEIRO (empate):
Em Chamas, de Lee Chang-dong (Coreia do Sul)
Assunto de Família, de Hirokazu Kore-eda (Japão)

MELHOR ANIMAÇÃO:
Homem-Aranha no Aranhaverso, de Bob Persichetti, Peter Ramsey e Rodney Rothman
2º lugar: Os Incríveis 2, de Brad Bird

PRÊMIO NEW GENERATION:
Chloé Zhao, por Domando o Destino

MENÇÃO ESPECIAL:
O Outro Lado do Vento, de Orson Welles

DOUGLAS EDWARDS INDEPENDENT/EXPERIMENTAL FILM/VIDEO:
Evan Johnson, Galen Johnson e Guy Maddin, por A Névoa Verde

PRÊMIO CARREIRA:
Hayao Miyazaki

Foto: Divulgação.

Primeiro trailer de Vingadores: Ultimato é divulgado; filme chega aos cinemas em abril de 2019

por: Cinevitor

vingadoresultimatotrailer1Scarlett Johansson e Chris Evans em cena.

Depois de muita especulação entre os fãs, o título oficial da sequência de Vingadores: Guerra Infinita finalmente foi revelado: o nome do novo filme será Vingadores: Ultimato, no original, Avengers: Endgame.

No capítulo anterior, Os Vingadores e seus aliados super-heróis tiveram que sacrificar tudo em uma tentativa de derrotar o poderoso Thanos no maior e mais mortal confronto de todos os tempos. O novo longa, ainda sem sinopse revelada, marca o fim da Fase 3 do Universo Cinematográfico Marvel, que começou há dez anos.

Dirigido por Anthony Russo e Joe Russo, o filme conta com Scarlett Johansson, Chris Hemsworth, Chris Evans, Robert Downey Jr., Mark Ruffalo, Brie Larson, Michelle Pfeiffer, Elizabeth Olsen, Jeremy Renner, Evangeline Lilly, Letitia Wright, Chadwick Boseman, Gwyneth Paltrow, Josh Brolin, Jon Favreau, Sebastian Stan, Tilda Swinton, Dave Bautista, Bradley Cooper, Karen Gillan, Paul Rudd, entre outros no elenco.

Confira o primeiro trailer de Vingadores: Ultimato, que chega aos cinemas brasileiros no dia 25 de abril de 2019:

Foto: Reprodução/YouTube.

Começam as filmagens de L.O.C.A., comédia com Mariana Ximenes, Debora Lamm e Roberta Rodrigues

por: Cinevitor

locafilmefilmagemO longa está sendo filmado no Rio de Janeiro.

A comédia L.O.C.A. é dirigida, escrita, produzida e protagonizada por mulheres. Segundo longa-metragem de Claudia Jouvin, de Um Homem Só, tem produção assinada pela cineasta Carolina Jabor, e conta a história de três mulheres de universos completamente diferentes mas que desenvolvem uma amizade inesperada ao conhecerem suas histórias numa das reuniões da L.O.C.A, a Liga das Obsessivas Compulsivas por Amor.

Na história, Manuela, Elena e Rebeca descobrem que tem algo em comum: viveram uma paixão desenfreada e resolvem se ajudar para superar e se vingar. “L.O.C.A. não é mais uma história de amor em que as mulheres são submissas, sofrem e aceitam tudo o que os homens fazem. Nesta comédia elas não aguentam mais esse papel e resolvem tomar as rédeas da situação”, conta a diretora Claudia Jouvin.

“L.O.C.A.  é sobre paixão sem limites. Sobre as mulheres sem medo. Sobre dar uma lição nos homens. Sobre perder o controle. Sobre querer se libertar e mudar. Ou não”, afirma a produtora Carolina Jabor.

O trio de protagonistas é interpretado por Mariana Ximenes, Debora Lamm e Roberta Rodrigues. Também estão no elenco: Fabio Assunção que interpreta Carlos, um professor que se envolve com a jornalista Manuela; Érico Brás como Jorge, que viveu um romance com Rebeca; e Luis Miranda, que dá vida ao motorista Edson, o marido de Elena.

Com distribuição da Imagem Filmes, L.O.C.A. é uma produção da Conspiração em coprodução com a Globo Filmes. As filmagens acontecem no Rio de Janeiro até meados de dezembro e a data de estreia ainda não foi divulgada.

Foto: Divulgação.

Globo de Ouro 2019: conheça os indicados

por: Cinevitor

nasceestrelaglobodeouroBradley Cooper e Lady Gaga: indicados por Nasce uma Estrela.

Foram revelados na manhã desta segunda-feira, 6/12, os indicados ao 76º Globo de Ouro, um dos prêmios mais importantes do cinema e da TV. A cerimônia de premiação acontecerá no dia 6 de janeiro de 2019 e será apresentada pelos atores Andy Samberg e Sandra Oh.

O anúncio foi realizado pelos atores Terry Crews, Danai Gurira, Leslie Mann e Christian Slater no Beverly Hilton, em Beverly Hills, e também contou com a presença de Meher Tatna, presidente da Associação de Imprensa Estrangeira de Hollywood (HFPA), do produtor televisivo Barry Adelman e da embaixadora do Globo de Ouro, Isan Elba, filha do ator Idris Elba.

Neste ano, 80 longas foram considerados elegíveis para a categoria de melhor filme estrangeiro; o Brasil estava com três representantes, mas não conseguiu ficar entre os finalistas: As Boas Maneiras, de Juliana Rojas e Marco Dutra; Coração de Cowboy, de Gui Pereira; e O Grande Circo Místico, de Cacá Diegues.

Conheça os indicados ao Globo de Ouro 2019 nas categorias de cinema:

MELHOR FILME | DRAMA:
Bohemian Rhapsody
Infiltrado na Klan
Nasce uma Estrela
Pantera Negra
Se a Rua Beale Falasse

MELHOR FILME | COMÉDIA/MUSICAL:
A Favorita
Green Book: O Guia
O Retorno de Mary Poppins
Podres de Ricos
Vice

MELHOR ATOR | DRAMA:
Bradley Cooper, por Nasce uma Estrela
John David Washington, por Infiltrado na Klan
Lucas Hedges, por Boy Erased: Uma Verdade Anulada
Rami Malek, por Bohemian Rhapsody
Willem Dafoe, por No Portal da Eternidade

MELHOR ATRIZ | DRAMA:
Glenn Close, por A Esposa
Lady Gaga, por Nasce uma Estrela
Melissa McCarthy, por Poderia Me Perdoar?
Nicole Kidman, por O Peso do Passado
Rosamund Pike, por A Private War

MELHOR ATOR | COMÉDIA/MUSICAL:
Christian Bale, por Vice
John C. Reilly, por Stan & Ollie
Lin-Manuel Miranda, por O Retorno de Mary Poppins
Robert Redford, por The Old Man & the Gun
Viggo Mortensen, por Green Book: O Guia

MELHOR ATRIZ | COMÉDIA/MUSICAL:
Charlize Theron, por Tully
Constance Wu, por Podres de Ricos
Elsie Fisher, por Oitava Série
Emily Blunt, por O Retorno de Mary Poppins
Olivia Colman, por A Favorita

MELHOR ATOR COADJUVANTE:
Adam Driver, por Infiltrado na Klan
Mahershala Ali, por Green Book: O Guia
Richard E. Grant, por Poderia Me Perdoar?
Sam Rockwell, por Vice
Timothée Chalamet, por Querido Menino

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE:
Amy Adams, por Vice
Claire Foy, por O Primeiro Homem
Emma Stone, por A Favorita
Rachel Weisz, por A Favorita
Regina King, por Se a Rua Beale Falasse

MELHOR DIREÇÃO:
Adam McKay, por Vice
Alfonso Cuarón, por Roma
Bradley Cooper, por Nasce uma Estrela
Peter Farrelly, por Green Book: O Guia
Spike Lee, por Infiltrado na Klan

MELHOR ROTEIRO:
A Favorita, escrito por Deborah Davis e Tony McNamara
Green Book: O Guia, escrito por Nick Vallelonga, Brian Hayes Currie e Peter Farrelly
Roma, escrito por Alfonso Cuarón
Se a Rua Beale Falasse, escrito por Barry Jenkins
Vice, escrito por Adam McKay

MELHOR FILME EM LÍNGUA ESTRANGEIRA:
Assunto de Família, de Hirokazu Kore-eda (Japão)
Cafarnaum, de Nadine Labaki (Líbano)
Girl, de Lukas Dhont (Bélgica)
Nunca Deixe de Lembrar, de Florian Henckel von Donnersmarck (Alemanha)
Roma, de Alfonso Cuarón (México)

MELHOR LONGA DE ANIMAÇÃO:
Homem-Aranha no Aranhaverso
Ilha dos Cachorros
Mirai
Os Incríveis 2
WiFi Ralph: Quebrando a Internet

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL:
Ilha dos Cachorros
O Primeiro Homem
O Retorno de Mary Poppins
Pantera Negra
Um Lugar Silencioso

MELHOR CANÇÃO ORIGINAL:
All the Stars, interpretada por Kendrick Lamar e Sza (Pantera Negra)
Girl in the Movies, interpretada por Dolly Parton (Dumplin’)
Requiem for a Private War, interpretada por Annie Lennox (A Private War)
Revelation, interpretada por Troye Sivan e Jón Þór Birgisson (Boy Erased: Uma Verdade Anulada)
Shallow, interpretada por Bradley Cooper e Lady Gaga (Nasce uma Estrela)

Foto: Divulgação/Warner Bros. Entertainment.

Exclusivo: confira cena do drama A Vida em Si, de Dan Fogelman, com Antonio Banderas

por: Cinevitor

vidaemsicenaexclusivaÀlex Monner e Antonio Banderas em cena.

Escrito e dirigido por Dan Fogelman, criador da premiada This Is Us, uma das séries mais populares dos últimos anos, o drama A Vida em Si chega aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira, 6/12, com distribuição da Paris Filmes.

Na história, à medida que Abby, interpretada por Olivia Wilde, e Will, vivido por Oscar Isaac, vão do romance universitário ao casamento e ao nascimento do primeiro filho, reviravoltas inesperadas criam reverberações que ecoam por diferentes continentes e vidas. O filme apresenta uma história multigeracional marcada por uma tragédia familiar, mas rodeada de calor e esperança.

O elenco ainda reúne Mandy Patinkin, Antonio Banderas, Samuel L. Jackson, Olivia Cooke, Laia Costa e Annette Bening, e, embora seja difícil dizer como a história de cada personagem se relacionará, a emoção permeará toda narrativa. “Este filme aborda grandes perdas, grandes tragédias, grandes amores, grandes momentos. É como um romance maior do que a vida, que você segue geração após geração”, afirma Dan Fogelman.

Assista, com exclusividade no CINEVITOR, uma cena do filme protagonizada por Antonio Banderas e Sergio Peris-Mencheta:

Foto: Jose Haro/Amazon Studios.