Notícias

Fique por dentro de tudo o que acontece no universo do cinema!

Jonathan Demme, diretor de O Silêncio dos Inocentes, morre aos 73 anos

por: Cinevitor

demmemorteCarreira de sucesso: prêmios e mais de 60 filmes.

Morreu na manhã desta quarta-feira, 26/04, aos 73 anos, o cineasta Jonathan Demme. Segundo informações divulgadas pela família, o diretor lutava contra um câncer no esôfago, tratado em 2010, mas, nas últimas semanas, sua situação complicou e acabou falecendo por complicações da doença e também por problemas cardíacos.

Jonathan Demme estreou como diretor nas telonas em 1974 com a comédia dramática Celas em Chamas. Depois disso, dirigiu alguns programas de TV e videoclipes de bandas como Talking Heads, UB40 e New Order. O grande reconhecimento veio em 1991, com o suspense O Silêncio dos Inocentes, que lhe rendeu o Oscar de melhor direção no ano seguinte. O longa foi premiado pela Academia em outras quatro categorias: melhor filme, melhor ator para Anthony Hopkins, melhor atriz para Jodie Foster e melhor roteiro adaptado.

Ao longo de sua carreira, foram muitos sucessos, como: De Caso com a Máfia (1988), Totalmente Selvagem (1986), Filadélfia (1993), Bem-Amada (1998), O Segredo de Charlie (2002), Sob o Domínio do Mal (2004), O Casamento de Rachel (2008) e Ricki and the Flash: De Volta pra Casa (2015). Além disso, Demme também dirigiu diversos documentários: Cousin Bobby (1992), Storefront Hitchcock (1998), Neil Young: Heart of Gold (2006), Jimmy Carter Man from Plains (2007), Neil Young Trunk Show (2009), I’m Carolyn Parker (2011), Neil Young Journeys (2011), Justin Timberlake + the Tennessee Kids, exibido no Festival de Cinema de Toronto do ano passado, entre outros.

Jonathan Demme foi indicado ao Globo de Ouro, Spirit Awards, prêmio César, Grammy Awards e premiado no Festival de Veneza e também pela Directors Guild of America, National Board of Review, New York Film Critics Circle Awards, Gotham Awards, pelo documentário The Agronomist, e recebeu o Urso de Prata no Festival de Berlim por O Silêncio dos Inocentes.

Seu trabalho mais recente foi realizado este ano, como diretor de um dos episódios da série Shots Fired.

Foto: Divulgação.

Carros 3: Giovanna Ewbank e Fernanda Gentil integram time de dubladores da animação

por: Cinevitor

dubla3carrosOs dubladores da versão brasileira.

Em Carros 3, nova animação Disney•Pixar, o mundo da moda e do esporte irão se encontrar. A atriz e modelo Giovanna Ewbank e a jornalista Fernanda Gentil foram escaladas para emprestarem suas vozes, respectivamente, às personagens Cruz Ramirez e Natália Certeza.

Assim como Giovanna, Cruz Ramirez é destemida e foge do convencional. Ela terá um importante papel na história ao ajudar Relâmpago McQueen a encontrar o seu caminho de volta ao topo.  Fernanda Gentil traz sua bagagem de mais de 10 anos no jornalismo esportivo para dar voz para Natália Certeza, uma repórter de automobilismo que conhece muito sobre estatísticas de corridas e performance dos carros: “Foi uma honra poder dar a voz à Natalia Certeza, uma personagem tão querida, e ainda por cima, minha colega de profissão. Acho a dublagem um trabalho muito rico, fiquei feliz com o convite”, revelou Fernanda.

Elas se juntam aos narradores da ESPN, Everaldo Marques e Rômulo Mendonça, que prometem trazer mais emoção e humor às corridas.

Na versão original, o time de dubladores conta com Owen Wilson como Relâmpago McQueen; Armie Hammer como Jackson Storm; Cristela Alonzo como Cruz Ramirez; e Kerry Washington como Natália Certeza.

Na trama, o lendário Relâmpago McQueen é surpreendido por uma nova geração de corredores incrivelmente rápidos e é repentinamente afastado do esporte que ama. Para voltar com tudo às corridas, ele precisará da ajuda de uma determinada jovem treinadora de corridas, Cruz Ramirez. Com o seu plano para vencer, mais a inspiração do Fabuloso Doc Hudson e alguns acontecimentos inesperados, eles partem para a maior aventura de suas vidas. E o teste final do campeão será na maior prova da Copa Pistão.

Dirigido por Brian Fee, Carros 3 chega aos cinemas no dia 13 de julho. Confira um vídeo especial sobre o filme com a turma de dubladores, que se reuniu para aquecer os motores para a estreia:

Foto: Divulgação/Disney.

Conheça os integrantes do júri do Festival de Cannes 2017

por: Cinevitor

jessicannesJessica Chastain em Cannes, no ano passado.

Presidido pelo cineasta espanhol Pedro Almodóvar, o júri da 70ª edição do Festival de Cannes agora está completo. Foram anunciados nesta terça-feira, 25/04, os nomes das oito personalidades da sétima arte, provenientes do mundo todo, que terão a missão de avaliar e premiar os filmes da Competição Oficial.

Neste ano, para comemorar os 70 anos do festival, a Palma de Ouro, prêmio máximo do evento, contará com uma novidade: além de 118 gramas de ouro, o troféu, produzido pela Chopard, joalheria suíça e parceira do festival há muito tempo, será revestido com 167 diamantes.

Conheça os integrantes do júri deste ano: a cineasta alemã Maren Ade, que esteve no festival na edição passada com Toni Erdmann; o diretor sul-coreano Park Chan-wook, que disputou a Palma de Ouro, no ano passado, com A Criada; a atriz americana Jessica Chastain; o cineasta italiano Paolo Sorrentino, de A Grande Beleza, figurinha carimbada no evento; a atriz chinesa Fan Bingbing; o ator Will Smith, um dos mais populares em Hollywood; a atriz, roteirista e cineasta francesa Agnès Jaoui, premiada em Cannes pelo roteiro de Questão de Imagem; e o premiado compositor libanês Gabriel Yared, vencedor do Oscar de melhor trilha sonora pelo drama O Paciente Inglês.

O Festival de Cannes 2017 acontecerá entre os dias 17 e 28 de maio.

Foto: Thibault Camus.

Confira o primeiro trailer de Kingsman: O Círculo Dourado, com Taron Egerton e Channing Tatum

por: Cinevitor

kingsmannovotrailerChanning Tatum: novidade no elenco.

Em Kingsman: Serviço Secreto, lançado em 2015, o mundo foi apresentado a Kingsman, uma agência independente de inteligência internacional operando no mais alto nível de discrição, cujo objetivo final é manter o mundo seguro.

Em Kingsman: O Círculo Dourado, segundo filme da franquia, os heróis enfrentam um novo desafio. Quando seu quartel-general é destruído e o mundo é mantido como refém, sua jornada os leva à descoberta de uma aliada organização de espionagem nos Estados Unidos chamada Statesman, apresentando o dia em que ambos foram fundados. Em uma nova aventura que testa a força e inteligência de seus agentes até o limite, essas duas organizações secretas de elite se unem para derrotar um implacável inimigo comum, a fim de salvar o mundo, algo que está se tornando um hábito para o Eggsy, interpretado por Taron Egerton.

Dirigido por Matthew Vaughn, o longa conta também com Channing Tatum, Halle Berry, Pedro Pascal, Julianne Moore, Jeff Bridges, Colin Firth, Mark Strong e Sophie Cookson no elenco; além de uma participação especial do cantor Elton John.

Confira o primeiro trailer de Kingsman: O Círculo Dourado, que estreia em setembro:

Foto: Divulgação/Fox Film.

Festival de Cannes 2017: Uma Thurman presidirá júri da mostra Un Certain Regard

por: Cinevitor

umacannesjuriUma Thurman: presença confirmada em Cannes.

A 70ª edição do Festival de Cannes acontecerá entre os dias 17 e 28 de maio e muitas novidades para esse ano já foram anunciadas. Nesta sexta-feira, 21/04, foi divulgado que a atriz americana Uma Thurman presidirá o júri da mostra Un Certain Regard, paralela ao evento, que coloca em evidência filmes mais atípicos que os da Competição Oficial e dirigidos por novos cineastas.

Com mais de 20 anos de carreira, a atriz fez sua estreia nas telonas no final da década de 1980, participou de diversos filmes e transformou-se na musa de Quentin Tarantino, atuando em Pulp Fiction: Tempo de Violência, vencedor da Palma de Ouro, em 1994, e em Kill Bill: Volume 1 e 2, ambos apresentados em Cannes.

Em 2011, Uma Thurman participou do júri da Competição Oficial, que foi presidido pelo ator Robert De Niro e agora assume a função na mostra Un Certain Regard, também conhecida como Um Certo Olhar, com obras que oferecem uma perspectiva única para o público.

Os vencedores serão anunciados no dia 27 de maio.

Foto: Divulgação.

Filme brasileiro Gabriel e a Montanha, de Fellipe Barbosa, é selecionado para a Semana da Crítica 2017 em Cannes

por: Cinevitor

gabrielcannesCaroline Abras e João Pedro Zappa em cena.

Foram anunciados nesta sexta-feira, 21/04, os filmes selecionados para a Semana da Crítica (Semaine de la Critique), seção paralela ao Festival de Cannes, que concentra-se na descoberta de novos talentos. Desde que foi criada pelo Syndicat Français de la Critique de Cinéma, em 1962, busca explorar e revelar novos cineastas inovadores do mundo todo.

O brasileiro Gabriel e a Montanha, dirigido por Fellipe Barbosa, de Casa Grande, foi selecionado para a Competição Oficial da prestigiada mostra e está na disputa pelo Grande Prêmio. A obra, baseada em uma história real, recria a viagem de Gabriel Buchmann, brasileiro formado em Economia que foi para a África a fim de estudar melhor a pobreza e se preparar para um doutorado em políticas públicas na UCLA.

Com roteiro baseado em anotações, e-mails de Gabriel para a mãe e a namorada, e entrevistas com pessoas que cruzaram seu caminho na África, o filme é dividido em quatro capítulos, cada um ambientado em um país pelo qual ele viajou, até seu fim trágico. Gabriel morreu de hipotermia após decidir subir o Monte Mulanje, pico mais alto do Malawi com mais de 3 mil metros de altitude, sem a companhia de um guia. Seu corpo foi encontrado dias depois na subida da montanha.

Ao longo da viagem, Gabriel, interpretado por João Pedro Zappa, se aventura por outras subidas difíceis, como o Kilimanjaro, ponto mais alto do continente africano. Ele também recebe a visita de sua namorada, Cris, vivida por Caroline Abras, que estava na África do Sul participando de um seminário sobre políticas públicas e, juntos, viajaram pela Tanzânia e Zâmbia.

Neste ano, em sua 56ª edição, a Semana da Crítica terá o cineasta brasileiro Kleber Mendonça Filho, que esteve na Competição Oficial do Festival de Cannes, no ano passado, com Aquarius, como presidente do júri. Diana Bustamante Escobar, produtora e diretora artística do Festival de Cinema de Cartagena; Eric Kohn, crítico de cinema; Hania Mroué, diretora do Metropolis Art Cinema, do Líbano; e Niels Schneider, ator francês, integram o júri.

O filme de abertura desta edição será Sicilian Ghost Story, de Fabio Grassadonia e Antonio Piazza. Para a noite de encerramento, foi escolhido o drama americano Brigsby Bear, de Dave McCary.

Conheça os filmes selecionados para a Semana da Crítica 2017, que acontecerá entre os dias 18 e 26 de maio:

COMPETIÇÃO | LONGAS-METRAGENS:
Ava, de Léa Mysius (França)
La familia, de Gustavo Rondón Córdova (Venezuela/Chile/Noruega)
Gabriel e a Montanha, de Fellipe Gamarano Barbosa (Brasil/França)
Makala, de Emmanuel Gras (França)
Oh Lucy!, de Atsuko Hirayanagi (EUA/Japão)
Los Perros, de Marcela Said (França/Chile)
Tehran Taboo, de Ali Soozandeh (Áustria/Alemanha)

COMPETIÇÃO | CURTAS-METRAGENS:
Los desheredados, de Laura Ferrés (Espanha)
Ela – Szkice na Pozegnanie (Ela – Sketches on a Departure), de Oliver Adam Kusio (Alemanha)
Les enfants partent à l’aube (Children Leave at Dawn), de Manon Coubia (França)
Jodilerks dela Cruz Employee of the Month, de Carlo Francisco Manatad (Filipinas/Singapura)
Möbius, de Sam Kuhn (EUA/Canadá)
Najpiękniejsze fajerwerki ever (The best fireworks ever), de Aleksandra Terpińska (Polônia)
Real Gods Require Blood, de Moin Hussain (Reino Unido)
Selva, de Sofía Quirós Ubeda (Costa Rica/Argentina/Chile)
Tesla: Lumière Mondiale, de Matthew Rankin (Canadá)
Le Visage (Exposure), de Salvatore Lista (França)

EXIBIÇÕES ESPECIAIS | LONGAS-METRAGENS:
Petit Paysan (Bloody Milk), de Hubert Charuel (França)
Une vie violente (A Violent Life), de Thierry de Peretti (França)

EXIBIÇÕES ESPECIAIS | CURTAS-METRAGENS:
After School Knife Fight, de Caroline Poggi e Jonathan Vinel (França)
Coelho Mau (Bad Bunny), de Carlos Conceição (Portugal/França)
Les Îles (Islands), de Yann Gonzalez (França)

CONVIDADOS | Morelia International Film Festival:
Juan Perros, de Rodrigo Ímaz Alarcón (México)
Microcastillo (Microcastle), de Alejandra Villalba García (México)
Verde (Green), de Alonso Ruizpalacios (México)

Foto: Divulgação.

Confira o trailer de O Estranho que Nós Amamos, dirigido por Sofia Coppola e protagonizado por Nicole Kidman

por: Cinevitor

nicoleestranhoEscrito e dirigido por Sofia Coppola, o filme chega aos cinemas em agosto.

Intrigas, paixões e rivalidade dividem espaço na refilmagem do sucesso de 1971, O Estranho que Nós Amamos, no original The Beguiled, estrelado por Clint Eastwood e Geraldine Page. O suspense, agora assinado pela aclamada diretora e roteirista Sofia Coppola, de Encontros e Desencontros e As Virgens Suicidas, foi selecionado para a Competição Oficial do Festival de Cannes deste ano e disputará a Palma de Ouro.

Protagonizado por Nicole Kidman e Colin Farrell, que interpretam Martha Farnsworth e John McBurney, o thriller se passa durante a Guerra Civil em uma escola dedicada a meninas no sul da Virgínia. Abrigadas no colégio e afastada dos homens, as meninas encontram um soldado machucado que precisa de cuidados médicos, fornecem abrigo e cuidam de suas feridas. Mas, com sua chegada, a casa é estranhamente tomada por uma forte e perigosa tensão sexual que gera rivalidade entre as estudantes. Tabus são quebrados em uma inesperada reviravolta de acontecimentos.

O longa, que estreia no dia 24 de agosto nos cinemas brasileiros, é uma adaptação do livro homônimo de Thomas Cullinan e ainda traz Kirsten Dunst, Elle Fanning, Emma Howard, Oona LaurenceAngourie Rice e Addison Riecke no elenco.

Confira o trailer de O Estranho que Nós Amamos:

Foto: Divulgação/Universal Pictures.

Começam as filmagens do remake de A Star is Born, com Bradley Cooper e Lady Gaga

por: Cinevitor

staremakeO longa marca a estreia de Bradley Cooper como diretor de longas-metragens.

Começaram, no sul da Califórnia, as filmagens do remake do musical A Star is Born, estrelado e dirigido por Bradley Cooper e apresentando Stefani Germanotta, conhecida mundialmente como Lady Gaga, em seu primeiro papel como protagonista em um longa-metragem.

Cooper interpreta Jackson Maine, uma estrela da música country que está à beira do declínio quando descobre uma talentosa anônima chamada Ally. Assim que os dois começam um caso de amor, Jack influencia Ally a ser o centro das atenções, levando-a ao estrelato. Mas, conforme a carreira de Ally ascende rapidamente, a de Jack é ofuscada e ele tem cada vez mais dificuldade em lidar com a decadência de sua fama.

Além de interpretar Ally, Lady Gaga, que recebeu uma indicação ao Oscar, em 2016, pela canção Til It Happens to You, do documentário The Hunting Ground, compôs e irá interpretar novas canções para o filme. O elenco também conta com Andrew Dice Clay, Sam Elliott, Rebecca Field e Michael D. Roberts.

Lançado em 1976, Nasce uma Estrela, no original A Star is Born, protagonizado por Barbra Streisand e Kris Kristofferson, foi premiado com o Oscar de melhor canção original por Evergreen (Love Theme from A Star Is Born).

Com roteiro de Will Fetters, Bradley Cooper e Eric Roth, baseado na história de William A. Wellman e Robert Carson, A Star is Born tem estreia prevista para o dia 1º de novembro de 2018.

Foto: Divulgação/Warner Bros. Pictures.

Do diretor de Annabelle, terror 7 Desejos ganha trailer legendado

por: Cinevitor

trailer7desejosProtagonista: Joey King em cena do filme.

Dirigido por John R. Leonetti, de Annabelle, o terror 7 Desejos conta a história da jovem Claire, interpretada por Joey King, que encontra uma caixa mágica capaz de atender todos os seus pedidos. Porém, o preço para a realização desses desejos pode ser mortal.

Claire Shannon é uma garota de 17 anos que está tentando sobreviver à vida de estudante, até que seu pai encontra uma antiga caixa de música e lhe dá de presente. O que a garota vem a descobrir é que a misteriosa caixa pode lhe conceder sete desejos e com eles, ela pode ter a chance de conquistar tudo o que quer. Só que tudo tem um preço e ela vai aprender da pior maneira.

Escrito por Barbara Marshall, de Viral e Verdade ou Consequência, o longa conta com Ryan Phillippe, Sherilyn Fenn, Ki Hong Lee, Alice Lee, Daniela Barbosa, Mitchell Slaggert, Josephine Langford e Sean Jones no elenco.

Confira o trailer de 7 Desejos, que chega aos cinemas no dia 3 de agosto:

Foto: Steve Wilkie.

F. W. Murnau terá retrospectiva no 6º Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba

por: Cinevitor

nosferatucuritibaMax Schreck em Nosferatu: exibição especial.

Curitiba recebe, de 7 a 14 de junho, o festival que já é uma marca registrada da agenda audiovisual da cidade, o 6º Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba. Mantendo a programação variada, o evento é uma possibilidade de trazer o que há de novo na produção de cinema no mundo, apresentando novas filmografias ao público paranaense e discutindo o audiovisual com realizadores, críticos e gestores.

Neste ano, a comissão de seleção conta com a participação de Antônio Junior e Marisa Merlo, responsáveis pelo festival desde sua primeira edição, e de novos nomes bem conhecidos da crítica e da curadoria em outros festivais brasileiros, como Eduardo Valente, Carol Almeida, Carla Italiano e Aaron Cutler, que, além da seleção da mostra competitiva de longas-metragens, também está responsável pelas mostras Olhar Retrospectivo e Foco.

Além da Mostra Competitiva, entre as mostras programadas para este ano estão as já tradicionais Olhar Retrospectivo, que traz uma retrospectiva com um grande nome do cinema mundial; Foco, que apresenta novos autores ao público; Exibições Especiais, que redescobre filmes especiais e revisita mestres do cinema; Novos Olhares, com filmes que tem uma maior radicalidade em sua proposta estética; Outros Olhares, que busca um panorama do que vem sendo realizado no mundo e a Mirada Paranaense, quem tem como objetivo apresentar a produção do estado. Nesta edição, a novidade fica por conta da mostra Pequenos Olhares, dedicada a crianças e adolescentes.

Na mostra Olhar Retrospectivo, o renomado cineasta alemão F.W. Murnau é o homenageado desta edição. A retrospectiva contará com cópias em DCP, feitas recentemente, de 10 filmes do Murnau, 8 dessas nunca exibidas no Brasil. A seleção inclui as obras-primas mais celebradas do diretor: Nosferatu (1922), A Última Gargalhada (1924), e Aurora (1927), além de outros filmes não tão conhecidos. A restauração do filme mais antigo de Murnau que existe intacto, Caminhada Noite Adentro (1921), feito pelo Munich Film Museum, é uma perfeita combinação entre as quatro bobinas do negativo da câmera original sobreviventes com material de outras fontes. Oito das dez cópias são fornecidas pela Fundação Friedrich Wilhelm Murnau, um arquivo que guarda importantes filmes de vários diretores alemães.

“Murnau é a primeira retrospectiva do Olhar de Cinema de um mestre pertencente ao período mudo do cinema”, diz o diretor e diretor de programação do festival, Antônio Junior. “Ele é um cineasta que joga sua luz dentro da escuridão de uma arte expressionista, reflexo de um tempo sombrio de pós Primeira Guerra Mundial. Murnau, profundo conhecedor da técnica e estética da arte cinematográfica, deu a câmera uma função de refletir os sentimentos de seus personagens e as atmosferas de seus filmes. Ele carregava consigo uma verdadeira fé no poder da criação de imagens e tinha convicção que com elas criaria obras potentes. Assim, Murnau, com a narrativa e o simbolismo de sua arte e sua vida, é um nome que apresentamos na tentativa de dialogar com o momento obscuro que vivemos“.

O 6º Olhar de Cinema acontecerá entre os dias 7 e 14 de junho.

Foto: Divulgação.

Inscrições para as mostras competitivas do 45º Festival de Cinema de Gramado já estão abertas

por: Cinevitor

gramadoinscriPalácio dos Festivais lotado em uma das noites do festival, em 2016.

Em agosto, o Festival de Cinema de Gramado comemora 45 anos e as inscrições para suas mostras competitivas de longas brasileiros e estrangeiros e curtas brasileiros já estão abertas. O prazo final para submeter as produções é 21/05, e as inscrições poderão ser feitas pelo site, onde também estará disponível o regulamento do evento. Além do famoso Kikito, serão distribuídos R$ 280 mil entre os vencedores das mostras competitivas.

Tradicional incentivo e reconhecimento ao melhor da mais recente safra do cinema gaúcho, o Prêmio Assembleia Legislativa de Cinema – Mostra Gaúcha de Curtas, promovido em conjunto com a Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, receberá inscrições posteriormente, ainda em maio.

Realizada em agosto de 2016, a 44ª edição do Festival de Cinema de Gramado entrou para a história: com 931 filmes inscritos, o evento recebeu o seu número recorde de obras submetidas para seleção. Em comparação a 2012, quando o festival comemorou 40 anos, a procura por uma vaga entre as mostras competitivas aumentou 78%. Foi também em 2016 que Gramado alcançou número recorde de países representados na mostra competitiva de filmes estrangeiros com Argentina, Bolívia, Chile, Cuba, França, México, Paraguai, Uruguai e Venezuela exibindo sua cinematografia em coproduções.

O 45º Festival de Cinema de Gramado acontece entre os dias 18 e 26 de agosto.

Foto: Cleiton Thiele/Pressphoto.

Mostra Aventura Antonioni exibirá retrospectiva completa de Michelangelo Antonioni

por: Cinevitor

antonioniccbbDavid Hemmings e Veruschka von Lehndorff em Blow-Up – Depois Daquele Beijo.

O aclamado diretor, roteirista e produtor italiano Michelangelo Antonioni vai ganhar uma retrospectiva completa nas unidades do CCBB. A mostra Aventura Antonioni acontecerá em São Paulo e no Rio de Janeiro, entre 26 de abril e 22 de maio, e em Brasília, de 3 a 29 de maio. Na capital paulista, também será exibida no CineSesc, de 11 a 17 de maio.

A programação conta com cópias em película 35mm e em digital, com toda a obra de Antonioni, desde o início da carreira, com seus poucos vistos curtas-metragens documentários, até as colaborações finais com cineastas como Wim Wenders, Steven Soderbergh e Wong Kar-Wai, passando pela fase mais conhecida, de obras-primas como a trilogia da incomunicabilidade: A Aventura, A Noite e O Eclipse; Deserto Rosso – O Dilema de uma Vida, Blow-Up – Depois Daquele Beijo, Zabriskie Point e Profissão: Repórter.

Michelangelo Antonioni ajudou a definir o filme como uma arte moderna. E no entanto, seu cinema também é reconhecido por desafiar qualquer tipo de categorização fácil. A dificuldade de descrevê-los com precisão é a própria quintessência dos filmes do cineasta.

Além das sessões de cinema serão realizados debates e uma master class dia 17/05, às 19h, com o crítico italiano Adriano Aprà, oferecendo ao grande público uma oportunidade única de saber mais sobre a vida e entrar em contato com a obra desse grande artista. Em São Paulo, o debate, que terá tradução simultânea em libras, acontece dia 04/05, às 19h, com a presença dos jornalistas Fernando Oriente e Flavia Guerra. Dia 18/05, às 16h30, acontece uma sessão especial inclusiva do filme Amores na Cidade, com audiodescrição e closed caption.

Além dos folders com a programação, a retrospectiva terá um catálogo, editado por Adriano Aprà, com artigos críticos sobre os filmes e o diretor Michelangelo Antonioni. Um importante legado da mostra, já que constitui uma relevante fonte de pesquisa bibliográfica sobre o diretor no Brasil, com ensaios e entrevistas, além da filmografia completa contendo sinopses, fichas técnicas e demais dados dos filmes programados.

Clique aqui e confira a programação completa.

Foto: Divulgação.