Cinevitor

Toda semana um novo programa sobre cinema, com os mais variados temas.

CINEVITOR #288: 7º Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba | Edição Especial

por: Cinevitor

olhar2018pgmcinevitorAntônio Junior, diretor geral e artístico do festival, na noite de encerramento.

Com 156 produções, de 46 países, o 7º Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba, que aconteceu entre os dias 6 e 14 de junho, exibiu uma combinação do cinema contemporâneo com filmes clássicos e retrospectivas, colocando lado a lado cineastas estreantes e já consolidados em uma programação plural.

Para finalizar nossa cobertura, realizada aqui no site e também nas redes sociais, fizemos um programa especial sobre esta sétima edição com convidados ilustres que passaram pelo evento.

Conversamos com a artista americana Janie Geiser, homenageada com uma retrospectiva do seu trabalho na mostra Foco; com os diretores de Djon África, filme de abertura, Filipa Reis e João Pedro Miller; com os realizadores do documentário Diários de Classe, Maria Carolina e Igor Souza; e com a atriz Joana Medeiros, protagonista do longa Sol Alegria exibido na mostra Competitiva.

Aperte o play e confira:

Foto: Leticiah Futato.

CINEVITOR #287: Entrevista com Heitor Dhalia + Marcello Quintanilha + elenco | Tungstênio

por: Cinevitor

tungsteniopgmcinevitorJosé Dumont e Wesley Guimarães em cena: filmagens aconteceram em Salvador.

Dirigido por Heitor Dhalia, de O Cheiro do Ralo e Serra Pelada, Tungstênio é baseado no livro homônimo do quadrinista Marcello Quintanilha e foi adaptado para o cinema pelo próprio autor e também pelos roteiristas Marçal Aquino e Fernando Bonassi.

Narrado por Milhem Cortaz, o longa traz quatro personagens para o centro da narrativa. Baiano, nascido em Salvador, o ator Fabrício Boliveira vive Richard, um policial que atua movido por seus instintos, custe o que custar. A modelo Samira Carvalho, que faz sua estreia nos cinemas na pele de uma das personagens mais complexas da trama, é Keira, mulher de Richard, mas que ameaça o tempo todo abandonar o marido. Zé Dumont faz o papel de Seu Ney, um ex-sargento do exército, saudoso de sua vida na caserna. Já Wesley Guimarães, como Cajú, é um pequeno traficante cujo principal interesse é sobreviver mais um dia.

Ainda completam o elenco principal Pedro Wagner, como Liece e Sérgio Laurentino, como Poró, criminosos que se utilizam de explosivos para pescar, fazendo parte de uma parcela da sociedade que acaba se relacionando com o crime para cumprir suas atividades.

Para falar mais sobre o filme, fizemos dois programas especiais com entrevistas com o diretor, com o quadrinista Marcello Quintanilha e com o elenco Confira:

PARTE 1:
Entrevista com Heitor Dhalia e Marcello Quintanilha

PARTE 2:
Entrevista com José Dumont, Samira Carvalho, Wesley Guimarães e Pedro Wagner

Foto: Divulgação/Paranoid.

CINEVITOR #286: 22º Cine PE – Festival Audiovisual | Edição Especial

por: Cinevitor

santororodrigocinepe18Rodrigo Santoro fala com exclusividade para o CINEVITOR.

A 22ª edição do Cine PE – Festival Audiovisual, que aconteceu entre os dias 31 de maio e 5 de junho, contou com 30 produções de vários gêneros e estados na programação, entre longas e curtas. Além das exibições dos filmes em competição, debates e programas especiais marcaram o evento, assim como a diversidade na seleção.

Para encerrar nossa cobertura, fizemos um programa especial com convidados que passaram pelo Cinema São Luiz, no Recife. Conversamos com o ator Rodrigo Santoro e com a cineasta recifense Katia Mesel, que foram homenageados nesta edição; o diretor Juraci Júnior falou sobre seu curta Balanceia; Vinícius Queiroz, ator do longa Dias Vazios narrou sua experiência no festival; Angela Zoé, diretora de Henfil, grande vencedor deste ano; Débora Pinto, do curta Insone e Yasmim Dias, do curta Marias, ambas premiadas; e com a diretora do curta-metragem Peripatético, Jessica Queiroz.

Aperte o play e confira nosso especial Cine PE 2018:

Foto: Felipe Souto Maior.

CINEVITOR #285: Entrevista com Monique Gardenberg e elenco | Paraíso Perdido

por: Cinevitor

elencoparaisoperdidoGrande elenco: talento e muita música.

Dez anos depois de Ó Paí, Ó, a cineasta Monique Gardenberg volta às telonas com Paraíso Perdido, um melodrama que conta, ao som de clássicos da música popular romântica, a história de uma excêntrica família de cantores unida por um amor incondicional.

Mais do que apenas compor a trilha sonora, as músicas conduzem a narrativa. Em meio a canções como De que Vale Ter Tudo na Vida e Não Creio em Mais Nada, o longa acompanha a trajetória da família liderada pelo patriarca José, interpretado por Erasmo Carlos. Incapaz de superar a perda da mulher amada, ele abandona a carreira acadêmica e abre a boate Paraíso Perdido.

O filme chega aos cinemas nesta quinta-feira, 31/05, e, além de um grande elenco, conta também com músicas de José AugustoRoberto Carlos, Fernando Mendes, Odair José, Waldick Soriano, Raul Seixas, Reginaldo Rossi e Belchior, interpretadas pelos atores.

Para falar mais sobre o filme, fizemos três programas especiais com entrevistas com a diretora e elenco. Confira:

PARTE 1:
Entrevista com Jaloo, Lee Taylor e Humberto Carrão

PARTE 2:
Entrevista com Malu Galli, Monique Gardenberg e Marjorie Estiano

PARTE 3:
Entrevista com Seu Jorge, Julia Konrad e Julio Andrade

Foto: Divulgação/Vitrine Filmes.

CINEVITOR #284: Entrevista com Leandro Hassum e Manuela Kfouri | Não Se Aceitam Devoluções

por: Cinevitor

hassummanuelafilmeLeandro Hassum e Manuela Kfouri em cena: pai e filha na ficção.

Dirigido por André Moraes, Não Se Aceitam Devoluções chega aos cinemas nesta quinta-feira, 31/05. O longa é uma versão nacional de No se aceptan devoluciones, recordista de bilheteria no México e na América Latina e considerada a produção de língua espanhola de maior público nos Estados Unidos.

Na história, que mescla emoção com diversão, Juca, interpretado por Leandro Hassum, é um namorador descompromissado, dono de um quiosque no litoral de São Paulo, que prefere levar uma vida sem muitos desafios. Até que sua ex-namorada americana, Brenda, papel de Laura Ramos, reaparece com Emma, um encantador bebê de apenas um ano. A partir daí, a vida de Juca vira do avesso, ao mesmo tempo em que ganha outro significado.

Para falar mais sobre o filme, conversamos com os protagonistas Leandro Hassum e Manuela Kfouri, que interpretam pai e filha na ficção. O papo rendeu diversos assuntos, como: descontração no set, humor no cinema, entrosamento do elenco, Charlie Chaplin, Ivete Sangalo, nuances de atuação, bastidores, entre outros.

Aperte o play e confira:

Foto: Divulgação/Fox Film do Brasil.

CINEVITOR #283: Entrevista com Luiz Fernando Carvalho + A Paixão Segundo G.H. e Objetos Perdidos

por: Cinevitor

luizfernandocarvalhofilmesLuiz Fernando Carvalho nos bastidores da apresentação de seus novos filmes.

Em 2001, o cineasta Luiz Fernando Carvalho lançou Lavoura Arcaica, filme baseado no romance homônimo de Raduan Nassar, publicado em 1975. Elogiado pelo público e pela crítica, entrou para a lista de melhores filmes brasileiros de todos os tempos realizada pela Abraccine, Associação Brasileira de Críticos de Cinema.

Com Selton Mello, Caio Blat e Simone Spoladore no elenco, Lavoura Arcaica colecionou mais de 50 prêmios ao redor do mundo. Depois disso, Luiz Fernando Carvalho se dedicou à televisão, onde realizou obras marcantes, como: Os Maias, O Rei do Gado, Hoje é Dia de Maria, A Pedra do Reino, Capitu, Meu Pedacinho de Chão, Velho Chico, entre outras.

Agora, o diretor está de volta às telonas com dois novos projetos. Para apresentá-los, abriu o galpão que abriga o processo criativo dos próximos longas: A Paixão Segundo G.H., a partir da obra homônima de Clarice Lispector e Objetos Perdidos, roteiro do diretor em parceria com o escritor João Paulo Cuenca.

O evento, que aconteceu em dezembro de 2017, em São Paulo, contou com performances do coreógrafo Ismael Ivo, do bboy Taz Crewest, da cantora Marina de La Riva, da Orquestra Mundana Refugi e da atriz Maria Fernanda Cândido.

O CINEVITOR marcou presença no lançamento dos projetos e registrou os melhores momentos das apresentações, além de conversar com o diretor Luiz Fernando Carvalho. Aperte o play e confira:

Foto: Rodrigo Trevisan.

CINEVITOR #282, parte 2: Entrevista com Júlia Rabello, Arlindo Lopes e Leonel Vieira | Alguém Como Eu

por: Cinevitor

juliapaollaoliveira2Júlia Rabello e Paolla Oliveira em cena: amizade em Portugal.

Dirigido pelo cineasta português Leonel Vieira e filmado em Lisboa e no Rio de Janeiro, Alguém Como Eu chega aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira, 24/05.

O longa conta a história de Helena, interpretada por Paolla Oliveira, uma jovem e bem-sucedida mulher de 30 anos, que toma uma decisão radical depois de várias decepções amorosas: viver em Lisboa, solteira e independente. Porém, ela não controla o destino e dá de cara com uma nova paixão, Alex, vivido por Ricardo Pereira. O problema é quando Helena deseja que Alex se torne um pouco mais parecido com ela e algo inesperado acontece: quando ela olha para ele, vê a figura de uma bela mulher. Seu desejo foi atendido, porém não da forma que ela imaginava.

Para falar mais sobre o filme, dividimos o programa em duas partes: aqui, você confere nosso bate-papo com o diretor Leonel Vieira e com os atores Arlindo Lopes e Júlia Rabello, que interpretam os melhores amigos da protagonista.

Aperte o play e confira:

*Clique aqui e confira a primeira parte do programa com entrevista com Paolla Oliveira e Ricardo Pereira.

Foto: Divulgação/Paris Filmes.

CINEVITOR #282, parte 1: Entrevista com Paolla Oliveira e Ricardo Pereira | Alguém Como Eu

por: Cinevitor

alguemcomoeupgm1Protagonistas: Paolla Oliveira e Ricardo Pereira em cena.

Filmado em Lisboa e no Rio de Janeiro, Alguém Como Eu, dirigido pelo português Leonel Vieira e que chega aos cinemas nesta quinta-feira, 24/05, conta um ano na vida de Helena, papel de Paolla Oliveira, uma jovem e bem-sucedida mulher de 30 anos, que toma uma decisão radical depois de várias decepções amorosas: viver em Lisboa, solteira e independente. Porém, Helena não controla o destino e dá de cara com uma nova paixão, Alex, interpretado por Ricardo Pereira.

Mas, se a princípio as coisas parecem perfeitas, com o passar do tempo ela está estagnada em mais uma relação rotineira. O problema é quando Helena deseja que Alex se torne um pouco mais parecido com ela e algo inesperado acontece: quando ela olha para ele, vê a figura de uma bela mulher. Seu desejo foi atendido, porém não da forma que ela imaginava.

Para falar mais sobre essa comédia romântica, dividimos o programa em duas partes: aqui, você confere nosso bate-papo descontraído com os protagonistas Ricardo Pereira e Paolla Oliveira. Divertidos e carismáticos, eles falaram sobre entrosamento do elenco, bastidores, viagem para Portugal, astrologia, fama, entre outros assuntos.

Aperte o play e divirta-se:

*Clique aqui e confira a segunda parte do programa com entrevista com Leonel Vieira, Júlia Rabello e Arlindo Lopes.

Foto: Divulgação/Paris Filmes.

CINEVITOR #281: Entrevista Soledad Villamil + Leonardo Machado | Teu Mundo Não Cabe nos Meus Olhos, parte 2

por: Cinevitor

soledadmundocabeolhosA atriz e cantora argentina Soledad Villamil em cena do filme.

Dirigido por Paulo Nascimento, de A Oeste do Fim do Mundo e Diário de um Novo Mundo, Teu Mundo Não Cabe nos Meus Olhos chega aos cinemas nesta quinta-feira, 03/05.

Na história, Edson Celulari interpreta um cego de nascença, dono de uma pizzaria e que vive com a mulher Clarice, papel de Soledad Villamil, a filha Alícia, vivida por Giovana Echeverria, e com seu assistente na pizzaria, Cleomar, interpretado por Leonardo Machado. Após um infeliz incidente, seguido pela descoberta de que existe a possibilidade de enxergar, ele inicia um conflito consigo mesmo e vai precisar tomar uma grande decisão.

Filmado em Porto Alegre e São Paulo, o longa traz uma história que envolve uma paixão que se esvai pela falta de compreensão, uma amizade que transcende todas as barreiras e as paixões pelo futebol e por oferecer uma pizza perfeita.

Para falar mais sobre o filme, fizemos dois programas especiais. Nesta segunda parte você confere um bate-papo com a atriz argentina Soledad Villamil, de O Segredo dos Seus Olhos, vencedor do Oscar de melhor filme estrangeiro, e com o ator gaúcho Leonardo Machado.

Aperte o play e confira:

*Clique aqui e confira a primeira parte do programa com o diretor Paulo Nascimento e com o protagonista Edson Celulari.

Foto: Divulgação/Paris Filmes.

CINEVITOR #280: Entrevista Edson Celulari + Paulo Nascimento | Teu Mundo Não Cabe nos Meus Olhos, parte 1

por: Cinevitor

edsoncelulariolhoscinevitorEdson Celulari: protagonista e produtor.

Filmado em Porto Alegre e São Paulo, Teu Mundo Não Cabe nos Meus Olhos chega aos cinemas nesta quinta-feira, 03/05. Dirigido por Paulo Nascimento, de A Oeste do Fim do Mundo e Diário de um Novo Mundo, o longa fala sobre a necessidade de tolerância e respeito ao desejo dos outros, mesmo que seja para não ver o mundo tal qual enxergamos.

Na história, Vitório, interpretado por Edson Celulari, é cego de nascença e dono de uma pizzaria herdada de seu pai no tradicional bairro do Bixiga, em São Paulo. Vivendo feliz com a mulher, com a filha e com seu assistente na pizzaria, ele está em pleno controle da vida, adaptado à sua cegueira. Mas após um infeliz incidente, seguido pela descoberta de que existe a possibilidade de enxergar, Vitório inicia um conflito consigo mesmo e vai precisar tomar uma grande decisão, que influenciará todos à sua volta.

Para falar mais sobre o filme, batemos um papo com o diretor e com o protagonista Edson Celulari sobre bastidores, futebol, novos projetos e entrosamento com a equipe.

Aperte o play e confira:

*Clique aqui e confira a segunda parte do programa especial sobre o filme com os atores Leonardo Machado e Soledad Villamil.

Foto: Divulgação/Paris Filmes.

CINEVITOR #279: Entrevista com Luiz Bolognesi | Ex-Pajé

por: Cinevitor

expajecinevitorpgmO protagonista Perpera em cena do filme.

Vencedor do Prêmio da Crítica Abraccine, Associação Brasileira de Críticos de Cinema, de melhor documentário de longa ou média-metragem da Competição Brasileira do Festival É Tudo Verdade, Ex-Pajé, de Luiz Bolognesi, chega aos cinemas nesta quinta-feira, 26/04. Em fevereiro deste ano, o longa recebeu Menção Especial do Júri Oficial de documentários da Mostra Panorama, do Festival de Berlim.

Ex-Pajé mostra o drama contemporâneo dos povos indígenas a partir da história de Perpera, um índio Paiter Suruí que viveu até os 20 anos num grupo isolado na floresta onde se tornou pajé. Após o contato com os brancos, um pastor evangélico afirma que os atos e saberes do pajé são coisas do diabo e Perpera passa a viver um conflito interno. Apesar de se dizer evangélico e se definir como ex-pajé, continua tendo visões dos espíritos da floresta.

Para falar mais sobre o longa, batemos um papo com o diretor Luiz Bolognesi. Aperte o play e confira:

Foto: Divulgação.

CINEVITOR #278: Entrevista com Luiz Villaça e Fernando Sampaio | Pagliacci

por: Cinevitor

pagliaccicinevitorpgmDomingos Montagner e Fernando Sampaio: amizade além do picadeiro.

Dirigido por Chico Gomes, Julio Hey, Luiza Villaça, Pedro Moscalcoff e Luiz Villaça, o documentário Pagliacci estreia nesta quinta-feira, 26/04. O filme aborda questões filosóficas e simbólicas sobre a necessidade do homem de rir de si mesmo ao acompanhar Fernando Sampaio, fundador da companhia La Mínima, ao lado do ator Domingos Montagner e de sua mulher Luciana Lima.

Pagliacci mostra como um homem tímido fora dos palcos se transforma quando assume a persona do palhaço. Desde o falecimento do amigo e sócio Domingos Montagner, em 2016, Fernando conduz o processo da construção de uma versão teatróloga e circense da ópera homônima pela primeira vez sem a presença física de Domingos, mas com novos parceiros que encontrou durante oficinas ministradas pela dupla Fernando Paz e Filipe Bregantim. O documentário narra a construção do espetáculo desde os primeiros ensaios até uma montagem mais madura, duas semanas após a estreia. Os momentos iniciais da preparação, a ansiedade, o nervosismo e os últimos ajustes estão em pauta.

Para falar mais sobre o filme, conversamos com Fernando Sampaio e com Luiz Villaça, um dos diretores. Aperte o play e confira:

Foto: Divulgação.