Cinevitor

Toda semana um novo programa sobre cinema, com os mais variados temas.

CINEVITOR #259: Entrevistas com Daniela Thomas, Sandra Corveloni e Jai Baptista | Vazante

por: Cinevitor

pgmcinevitorvazanteA diretora e as atrizes durante a coletiva de imprensa, em São Paulo.

Vazante, primeiro longa-metragem solo de Daniela Thomas, que codirigiu Linha de PasseTerra Estrangeira ao lado de Walter Salles, já está em cartaz nos cinemas e se passa nas serras pedregosas das Minas Gerais, depois da economia local, que era baseada na extração de diamantes, ter entrado em colapso. O longa fala sobre escravidão, casamento forçado, mestiçagem fruto do assédio, exploração sexual das negras e hierarquias de poder.

A primeira exibição aconteceu no Festival de Berlim deste ano, na noite de abertura da mostra Panorama, e passou também pela 41ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo e pelo 50º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, onde saiu premiado em duas categorias: melhor atriz coadjuvante para Jai Baptista e melhor direção de arte.

Para falar mais sobre Vazante, conversamos com a diretora Daniela Thomas e com as atrizes Sandra Corveloni e Jai Baptista. Aperte o play e confira:

Foto: Divulgação.

CINEVITOR #258: 41ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo | Edição Especial

por: Cinevitor

programamostra4141ª Mostra de São Paulo: encontro de cinéfilos.

Depois de duas semanas, a 41ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo chegou ao fim. Neste ano, foram 394 títulos de 59 países na programação, além de encontros, debates, entrevistas. Como de costume, para encerrar com chave de ouro nossa cobertura, fizemos um programa especial com diversos convidados ilustres que marcaram presença no evento.

Do filme O Beijo no Asfalto, inspirado na peça de Nelson Rodrigues, conversamos com o diretor Murilo Benício e com a atriz Débora Falabella; para falar sobre o suspense Berenice Procura, batemos um papo com as atrizes Cláudia Abreu e Valentina Sampaio; o premiado As Boas Maneiras também foi exibido na Mostra e entrevistamos o cineasta Marco Dutra, que divide a direção com Juliana Rojas; tivemos a honra de entrevistar dois grandes nomes do cinema brasileiro: a diretora Helena Ignez, que apresentou seu novo filme, A Moça do Calendário, e a atriz Sonia Braga, que marcou presença na sessão do documentário Todos os Paulos do Mundo, que fala sobre o ator Paulo José; batemos um papo com Ahmad Kiarostami, filho do cineasta Abbas Kiarostami, que representou o pai, morto em junho do ano passado, na exibição do seu último longa, 24 Frames; premiado na Semana da Crítica, do Festival de Cannes, Gabriel e a Montanha foi um dos destaques nacionais desta edição e conversamos com o diretor Fellipe Barbosa e com os atores João Pedro Zappa e Caroline Abras; sobre Não Devore Meu Coração, falamos com o protagonista Cauã Reymond e com o diretor Felipe Bragança; batemos um papo com o cineasta francês Paul Vecchiali, que recebeu o Prêmio Leon Cakoff e também com o diretor de Bikini Moon, Milcho Manchevski.

Aperte o play e confira o nosso programa especial sobre a 41ª Mostra de São Paulo:

Foto: Claudio Pedroso/Agência Foto.

CINEVITOR #257: Festival do Rio 2017 | Edição Especial

por: Cinevitor

riocinevitorpgmNoite de abertura do festival no Cine Odeon.

De 5 a 15 de outubro, a 19ª edição do Festival do Rio exibiu 250 filmes de mais de 60 países, espalhados por 15 mostras em cerca de 20 locais de exibição da cidade, além da participação de profissionais do audiovisual que participaram de seminários, workshops e debates.

O CINEVITOR marcou presença no evento e para encerrar nossa cobertura fizemos um programa especial com convidados ilustres: do filme Alguma Coisa Assim, conversamos com os diretores Esmir Filho e Mariana Bastos, e com os protagonistas Caroline Abras e André Antunes; entrevistamos o ator Nahuel Pérez Biscayart, do francês 120 Batimentos por Minuto; a diretora Gabriela Amaral Almeida, de O Animal Cordial, e seus atores: Murilo Benício, Camila Morgado, Irandhir Santos, Luciana Paes e Jiddu Pinheiro; o cineasta italiano Sebastiano Riso, do drama Uma Família; a atriz Patricia Pillar, do longa brasileiro Unicórnio; e o diretor argentino Pablo Giorgelli, de Invisível.

Aperte o play e confira nossos destaques do Festival do Rio 2017:

Foto: Marina Calderon/R2.

CINEVITOR #256: Entrevista com Carlos Villagrán | Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola

por: Cinevitor

kikocinevitorVillagrán: estreia nas telonas brasileiras!

O ator mexicano Carlos Villagrán começou a trabalhar aos 23 anos como fotógrafo de um jornal de seu país. No final da década de 1960, atuou pela primeira vez na TV, no seriado El club del Chori. Porém, o sucesso veio cinco anos depois quando interpretou o personagem Kiko (ou Quico) em Chaves, programa de grande sucesso, que é transmitido pelo SBT desde 1984 e até hoje não saiu do ar.

Villagrán, que também se destacava na série Chapolin Colorado, deixou os programas em 1978 por causa de conflitos com o elenco, principalmente com Roberto Gómez Bolaños, que interpretava o Chaves, e passou a se apresentar em circos e teatros com seu personagem icônico, pelo qual é lembrado até hoje.

Na década de 1970, Carlos participou de três produções cinematográficas e agora, 39 anos depois, volta às telonas em Como Se Tornar o Pior Aluno da Escola, longa-metragem brasileiro inspirado no livro homônimo do ator, apresentador e comediante, Danilo Gentili.

Aperte o play e confira nosso bate-papo com Carlos Villagrán, que falou sobre seu personagem no filme, fãs brasileiros, futebol e claro, Kiko:

Foto: Divulgação/Paris Filmes.

CINEVITOR #255: Entre Irmãs | Entrevista com Nanda Costa e Marjorie Estiano + elenco

por: Cinevitor

nandamarjoriecinevitorProtagonismo feminino nas telonas.

Baseado no premiado livro A Costureira e o Cangaceiro, de Frances de Pontes Peebles, Entre Irmãs, que chega aos cinemas nesta quinta-feira, 12/10, conta a história da corajosa Luzia, que faz a opção de seguir um violento grupo de cangaceiros, e Emília, a jovem que sonha com um príncipe encantado e em se mudar para a capital.

Criadas para serem costureiras, essas mulheres tecerão suas próprias histórias em um cenário francamente adverso à afirmação feminina, com destinos antagônicos em um período de grandes transformações políticas e sociais: o nordeste do país nos anos 1920 e 1930.

Para falar mais sobre o filme, dirigido por Breno Silveira, conversamos com as protagonistas Nanda Costa e Marjorie Estiano e também com os atores Julio Machado, Romulo Estrela e Leticia Colin.

Aperte o play e confira:

Foto: Dan Behr.

CINEVITOR #254: Chocante, parte 2 | Entrevistas com Klara Castanho, Johnny Araújo e Gustavo Bonafé

por: Cinevitor

klaracinevitorpgmKlara Castanho: filha de Bruno Mazzeo na ficção e nova fã do grupo.

Eles fizeram sucesso quando a música estourava em todas as rádios. Mas com o fim da boyband Chocante, seus integrantes tomaram rumos diferentes. Vinte anos depois, os rapazes se reúnem de forma inesperada. Desse reencontro, surge a ideia da antiga banda se juntar novamente e reviver a amizade entre eles e as glórias do passado.

Além desse reencontro, Chocante, que já está em cartaz nos cinemas, mostra também o dia a dia de cada um de seus integrantes e da eterna líder do fã clube, Quézia, vivida por Debora Lamm.

Para falar mais sobre o filme, fizemos dois programas especiais. Nesta segunda parte você confere o bate-papo com os diretores Johnny Araújo e Gustavo Bonafé e com a atriz Klara Castanho, que interpreta Dora, filha do personagem Téo, interpretado por Bruno Mazzeo.

Aperte o play e confira:

Clique aqui e confira a primeira parte do programa com entrevistas com Bruno Garcia, Pedro Neschling e Debora Lamm.

Foto: Barbara Veiga.

CINEVITOR #253: Chocante, parte 1 | Entrevistas com Bruno Garcia, Pedro Neschling e Debora Lamm

por: Cinevitor

chocantecinevitor1Passado e presente nas telonas: sucesso na música.

No início dos anos 1990, a boyband Chocante conheceu o sucesso com uma única música: Choque de Amor. Esse hit, que estourava em todas as rádios, transformou o grupo formado por Téo, Tim, Toni, Clay e Tarcísio na boyband mais conhecida do Brasil na época.

Em Chocante, comédia dirigida por Johnny Araújo e Gustavo Bonafé, que chega aos cinemas nesta quinta-feira, 05/10, acompanhamos o reencontro desse grupo em situações divertidas e agora agenciado pelo prestigiado empresário Lessa, interpretado por Tony Ramos.

Para falar mais sobre o filme, fizemos dois programas especiais. Nessa primeira parte você confere as entrevistas com os atores Bruno Garcia e Pedro Neschling, que fazem parte do grupo, e Debora Lamm, que interpreta Quézia, a eterna líder do fã clube.

Aperte o play e confira:

Clique aqui e confira a segunda parte do programa com entrevistas com Klara Castanho e com os diretores Johnny Araújo e Gustavo Bonafé.

Foto: Barbara Veiga.

CINEVITOR #252: Entrevista com Thaila Ayala | Pica-Pau: O Filme

por: Cinevitor

thailacinevitorThaila Ayala: estrela de filme internacional.

O Brasil é o país que mais consome os desenhos animados do Pica-Pau em todo o mundo e agora ele chega às telonas em uma produção dirigida por Alex Zamm, que mescla animação GCI e live-action, resgatando o personagem que marcou várias gerações e ainda apresenta a atriz brasileira Thaila Ayala no elenco principal.

Criado por Walter Lantz em 1940, o Pica-Pau é protagonista de 166 episódios animados que já foram transmitidos em mais de 155 países e em 105 idiomas diferentes. Além dos desenhos, o personagem possui uma área dedicada no resort da Universal, na Flórida, e faz participações especiais em atrações nos parques em Hollywood e no Japão.

Para falar mais sobre Pica-Pau: O Filme, que estreia nesta quinta-feira, 05/10, conversamos com a atriz Thaila Ayala sobre a produção. Aperte o play e confira:

Foto: Divulgação/Universal Pictures.

CINEVITOR #251: Duas de Mim | Entrevistas com elenco e diretora

por: Cinevitor

thalitacinevitorpgmProtagonista: Thalita Carauta em dose dupla.

Quem nunca quis ter uma cópia de si mesmo para ajudar na correria do dia a dia? Em seu primeiro longa como protagonista, Thalita Carauta consegue essa peripécia em Duas de Mim, comédia que estreia nesta quinta-feira, 28/09.

A atriz interpreta Suryellen, uma cozinheira de mão cheia que precisa dar conta sozinha da casa, da família e do trabalho. Mãe solteira, ela vende quentinhas de manhã e ainda trabalha lavando louças em um restaurante chique. Com todo o seu talento culinário, é incentivada a se inscrever em um disputado reality gastronômico, que conta com a participação dos chefs Claude Troisgros, Flávia Quaresma e André Mifano como jurados.

Para falar mais sobre o filme, conversamos com a protagonista Thalita Carauta, com a diretora Cininha de Paula e com os atores Latino, que interpreta o cover oficial do cantor Latino, e Leticia Lima, que faz o papel da irmã folgada.

Aperte o play e confira:

Foto: Páprica Fotografia.

CINEVITOR #250: Entrevista com Jesuíta Barbosa | Edição Especial

por: Cinevitor

jesuita1cinevitorJesuíta Barbosa na plateia do Cine Ceará.

Aos 26 anos, Jesuíta Barbosa já acumula trabalhos marcantes e importantes em seu currículo. Nascido em Salgueiro, no Pernambuco, se dedicava à arte ainda na infância, quando se mudou para Fortaleza, no Ceará, e começou a atuar em grupos de teatro.

Sua estreia na sétima arte aconteceu em 2013, no curta-metragem O Melhor Amigo, do cineasta cearense Allan Deberton. Depois disso, ganhou destaque em grandes produções nacionais, como Cine Holliúdy, Serra Pelada e Tatuagem. Com este último, venceu o prêmio de melhor ator no Festival do Rio e foi indicado à mesma categoria no Festival de Gramado.

Surgia aqui uma grande promessa do cinema brasileiro, que logo se concretizou como um grande talento, com direito a elogios do colega Wagner Moura, com quem atuou em Praia do Futuro, filme de Karim Aïnouz. Depois disso, vieram trabalhos na TV e mais filmes, como: Trash: A Esperança Vem do Lixo, Reza a Lenda e Jonas. No ano que vem, Jesuíta volta às telonas com O Grande Circo Místico, longa de Cacá Diegues que está em processo de finalização.

Aqui no CINEVITOR, tivemos o prazer de encontrar com Jesuíta algumas vezes. O último encontro aconteceu na 27ª edição do Cine Ceará, onde ele apresentou o filme Malasartes e o Duelo com a Morte, de Paulo Morelli.

Para esse programa especial, em que comemoramos 250 edições, nada melhor do que contar com a presença ilustre de um talentoso artista que tanto admiramos. Em uma entrevista exclusiva, Jesuíta Barbosa comenta alguns filmes de sua carreira e relembra os bastidores das produções.

Aperte o play e confira:

Foto: Rogerio Resende.

CINEVITOR #249: Entrevista com Camila Morgado e Murilo Benício | Divórcio

por: Cinevitor

divorciocinevitorCamila Morgado e Murilo Benício em cena: amor, ódio e tomates.

Com diversas cenas de ação e uma trilha sonora que vai do rock ao sertanejo, Divórcio, dirigido por Pedro Amorim, já está em cartaz nos cinemas. As filmagens foram realizadas em Ribeirão Preto, tanto em locações na parte urbana da cidade, como em uma plantação de tomates. O longa contou também com moradores de Ribeirão na equipe, no elenco e figuração.

Escrito por Paulo Cursino, a trama acompanha a história de Noeli e Júlio, casal humilde que enriquece quando cria o molho de tomate Juno, que se torna um sucesso nacional. Com o passar dos anos, já donos de uma grande empresa e com muito dinheiro, os dois se distanciam. E um incidente na estrada é a gota d’água para a separação do casal. Enquanto buscam o melhor advogado para defender o patrimônio de cada um, o ex-casal se envolve em um processo de divórcio cheio de confusões e com cenas hilárias.

Para falar mais sobre a comédia, conversamos com os protagonistas Murilo Benício e Camila Morgado e fizemos um quiz divertido sobre sertanejo universitário, artistas deste gênero musical, entre outros assuntos. Aperte o play e confira:

Foto: Guilherme Maia.

CINEVITOR #248: As Duas Irenes | Entrevistas com elenco e diretor

por: Cinevitor

irenespgmcinevitorIsabela Torres e Priscila Bittencourt em cena.

Exibido na mostra Generation do Festival de Berlim deste ano, premiado no 45º Festival de Cinema de Gramado, em quatro categorias, e também no 32º Festival Internacional de Cine en Guadalajara, As Duas Irenes, dirigido por Fabio Meira, já está em cartaz nos cinemas através do projeto Sessão Vitrine Petrobras.

No filme, Irene, uma garota de 13 anos, de uma família tradicional do interior, descobre que seu pai tem uma filha de outra mulher, com a mesma idade e o mesmo nome dela. Sem que ninguém saiba, ela decide procurar a garota e um mundo de descobertas se inicia.

Para falar mais sobre o longa, conversamos com as protagonistas Priscila Bittencourt e Isabela Torres, que fazem sua estreia nas telonas, com o diretor e com os atores Marco Ricca e Inês Peixoto.

Aperte o play e confira:

Foto: Divulgação/Sinny Assessoria.