Cinevitor

Toda semana um novo programa sobre cinema, com os mais variados temas.

CINEVITOR #277: Entrevistas com Malu Galli e Marco Ricca | Aos Teus Olhos, parte 2

por: Cinevitor

danielmarcocinevitorDaniel de Oliveira e Marco Ricca em cena.

Dirigido por Carolina Jabor, Aos Teus Olhos conta a história de Rubens, interpretado por Daniel de Oliveira, um professor de natação infantil que sofre uma acusação inesperada de uma mãe, via rede social, que provoca um linchamento virtual imediato. A denúncia se espalha rapidamente em grupos de mensagens na internet provocando um julgamento apressado da situação.

Inspirado na peça O Princípio de Arquimedes, do autor espanhol Josep Maria Miró, o filme já está em cartaz nos cinemas e foi premiado em diversos festivais nacionais e internacionais, como: Festival do Rio, Mostra de São Paulo, Mix Brasil e Festival de Havana.

Para falar mais sobre o longa, fizemos dois programas especiais. Nesta segunda parte, você confere um bate-papo com os atores Marco Ricca e Malu Galli.

Aperte o play e confira:

*Clique aqui e confira a primeira parte do programa com entrevistas com a diretora e com o protagonista.

Foto: Daniel Chiacos.

CINEVITOR #276: Entrevista com Daniel de Oliveira e Carolina Jabor | Aos Teus Olhos, parte 1

por: Cinevitor

danielcarolinacinevitorO protagonista com a diretora nos bastidores.

Inspirado na peça O Princípio de Arquimedes, do autor espanhol Josep Maria Miró, e dirigido por Carolina Jabor, de Boa Sorte, Aos Teus Olhos já está em cartaz nos cinemas.

Exibido em diversos festivais nacionais e internacionais, o filme recebeu os prêmios de melhor roteiro (Lucas Paraizo), ator (Daniel de Oliveira), ator coadjuvante (Marco Ricca) e melhor longa de ficção pelo voto popular no Festival do Rio; também conquistou o Prêmio Petrobras de Cinema na 41ª Mostra de São Paulo de melhor filme de ficção brasileiro e os prêmios de melhor direção no 25º Festival Mix Brasil e melhor filme da mostra SIGNIS no Festival de Havana.

O longa conta a história de Rubens, um professor de natação infantil que sofre uma acusação inesperada de uma mãe, via rede social, que provoca um linchamento virtual imediato. A denúncia se espalha rapidamente em grupos de mensagens na internet e mesmo as pessoas mais próximas a Rubens, como a diretora da escola e um colega de trabalho, ficam em dúvida sobre suas ações e intenções provocando um julgamento apressado da situação.

Para falar mais sobre o filme, fizemos dois programas especiais. Nessa primeira parte, você confere um bate-papo com a diretora Carolina Jabor e com o protagonista Daniel de Oliveira.

Aperte o play e confira:

*Clique aqui e confira a segunda parte do programa com entrevistas com os atores Marco Ricca e Malu Galli.

Foto: Daniel Chiacos.

CINEVITOR #275: Entrevista com Affonso Uchoa e João Dumans | Arábia

por: Cinevitor

arabiapgmcinevitorProtagonista: o premiado ator Aristides de Sousa.

Dirigido por Affonso Uchoa e João Dumans, Arábia foi o grande vencedor do 50º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro com cinco prêmios: melhor filme, melhor ator para Aristides de Sousa, montagem, trilha sonora e Prêmio da Abraccine, Associação Brasileira de Críticos de Cinema. O longa, que chega aos cinemas nesta quinta-feira, 05/04, também foi exibido no Festival Internacional de Cinema de Roterdã na Competição Oficial.

Na história, acompanhamos a vida comum de um trabalhador, com frustrações, sofrimento e felicidade, revelando uma realidade obscura do desenvolvimento social e econômico no Brasil dos últimos dez anos. O filme narra diversas situações através da trajetória de Cristiano, um operário de uma velha fábrica de alumínio, que sofre um acidente no trabalho e desperta a curiosidade de André, um jovem morador do bairro vizinho. Narrado em primeira pessoa, ou seja, é o personagem Cristiano que conta a própria história, o longa é um retrato político da vida de pessoas marginalizadas.

Para falar mais sobre o filme, batemos um papo com os diretores sobre cinema brasileiro, festivais, distribuição e bilheterias. Aperte o play e confira:

Foto: Divulgação.

CINEVITOR #274: Entrevista com Pedro Jezler e Fabio Furtado | Górgona

por: Cinevitor

gorgonapgmcinevitorLuciano Chirolli, Maria Alice Vergueiro e Danilo Grangheia em cena.

Dirigido pelos estreantes Fabio Furtado e Pedro Jezler, o documentário Górgona já está em cartaz nos cinemas. Ao longo de cinco anos, durante as temporadas da peça As Três Velhas, os cineastas acompanharam os bastidores da montagem dirigida e estrelada por Maria Alice Vergueiro, considerada uma das maiores atrizes de sua geração.

O longa traz um recorte sensível desse momento na vida da atriz de 83 anos, que convive com a Doença de Parkinson desde 2001. O documentário aborda temas como a proximidade da morte, o envelhecer em cena, o custo das convicções artísticas e os impasses da produção cultural no Brasil.

A vontade de fazer um filme com a atriz surgiu quando Fabio, que é cofundador da companhia Pândega com Maria Alice e o ator Luciano Chirolli, registrou algumas cenas do processo da peça de Alejandro Jodorowsky. Mas foi somente com a chegada de Pedro que surgiu a ideia de fazer um documentário sobre Maria Alice.

Em cena, além de Maria Alice Vergueiro, estão Luciano Chirolli, companheiro de longa data, e os atores Pascoal da Conceição, Danilo Grangheia e Marco Luz, além de Carolina Splendore, jovem atriz que também fez assistência de direção para a montagem. O cotidiano da equipe foi registrado nos diferentes teatros por onde passou o espetáculo.

Para falar mais sobre o filme, batemos um papo com os diretores. Aperte o play e confira:

Foto: Divulgação.

CINEVITOR #273: Coletiva de imprensa com José Padilha | 7 Dias em Entebbe

por: Cinevitor

josepadilhacinevitorO diretor nos bastidores das filmagens.

Em 2008, o cineasta brasileiro José Padilha passou pelo Festival de Berlim com Tropa de Elite e saiu com o Urso de Ouro, prêmio máximo do evento. Depois disso, fez carreira internacional com RoboCop, em 2014, e com a série Narcos, da Netflix.

Agora, volta aos cinemas com 7 Dias em Entebbe, longa inspirado em fatos reais que tem a trama centrada no sequestro e no resgate dos passageiros do voo 139 da Air France, que viajava de Tel Aviv para Paris, em 1976. Com estreia marcada para o dia 12 de abril, o filme foi exibido na Berlinale este ano.

O elenco conta com Rosamund Pike, Daniel Brühl e Eddie Marsan; a trilha sonora é de Rodrigo Amarante, da banda Los Hermanos; Daniel Rezende é responsável pela montagem; e Lula Carvalho assume a direção de fotografia.

Para lançar o filme no Brasil, o diretor participou de uma coletiva de imprensa em São Paulo e falou sobre diversos assuntos, entre eles: roteiro, viagens para pesquisa, a dança de Ohad Naharin, elenco, equipe brasileira, questões políticas, terrorismo, a morte da vereadora Marielle Franco, redes sociais, Yonatan Netanyahu, O Mecanismo, seu novo projeto em parceria com a Netflix, entre outros assuntos.

Aperte o play e confira os melhores momentos:

Foto: Divulgação/Diamond Films.

CINEVITOR #272: Entrevista com Sérgio Machado | A Luta do Século, parte 2

por: Cinevitor

sergioholyfieldSérgio Machado e Reginaldo Holyfield na 40ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo.

Depois de ser premiado na Mostra de São Paulo, em 2015, com Tudo que Aprendemos Juntos, o cineasta Sérgio Machado volta aos cinemas com A Luta do Século, documentário premiado no Festival do Rio, em 2016, que narra a trajetória dos pugilistas Reginaldo Holyfield e Luciano Todo Duro, que encontraram no boxe uma maneira de escapar da miséria e tornaram-se dois dos maiores ídolos do esporte nordestino.

A rivalidade entre eles colocou em pé de guerra Bahia e Pernambuco nos anos 1990. Durante mais de 20 anos, os dois se odiaram tanto que não podiam dividir o mesmo espaço sem se agredir. Eles se enfrentaram 6 vezes, com 3 vitórias para cada lado. Durante as filmagens, os inimigos, já com mais de 50 anos, resolveram se enfrentar pela última vez.

Para falar mais sobre o filme, fizemos dois programas especiais. Nesta segunda parte, você confere o bate-papo com o diretor Sérgio Machado, que fala sobre as filmagens, conta como surgiu a ideia do projeto e revela uma curiosidade que aconteceu nos bastidores da série Os Irmãos Freitas, que contará a história de Acelino Popó Freitas, envolvendo Holyfield e Todo Duro.

Aperte o play e confira:

*Clique aqui e confira a primeira parte do programa com as entrevistas com Luciano Todo Duro e Reginaldo Holyfield.

Foto: Mario Miranda Filho/Agência Foto.

CINEVITOR #271: Entrevista com Reginaldo Holyfield e Luciano Todo Duro | A Luta do Século, parte 1

por: Cinevitor

lutaseculopgm1Rivais dentro e fora dos ringues.

Dirigido por Sérgio Machado, de Cidade Baixa, A Luta do Século, que levou o prêmio de melhor documentário no Festival do Rio, em 2016, chega aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira, 15/03.

O longa conta a lendária rivalidade entre os boxeadores nordestinos Luciano Todo Duro Torres, de Pernambuco, e Reginaldo Holyfield Andrade, da Bahia, conhecidos por suas lutas dentro e fora dos ringues. Dois ídolos do esporte na década de 1990, hoje vivem fragilizados pela extrema pobreza após toda uma era de estrelato.

Para falar mais sobre A Luta do Século, fizemos dois programas especiais. Nesta primeira parte, você confere as entrevistas com as estrelas do documentário: Todo Duro e Holyfield.

Aperte o play e confira:

*Clique aqui e confira a segunda parte do programa com a entrevista com o diretor Sérgio Machado.

Foto: Divulgação.

CINEVITOR #270: Entrevista com Eduardo Ades e Marcus Fernando | Torquato Neto – Todas as Horas do Fim

por: Cinevitor

torquatocinevitorpgmAmigos da Tropicália: Torquato Neto e Gilberto Gil.

A vida e obra do poeta piauiense Torquato Neto chega aos cinemas pelo projeto Sessão Vitrine Petrobras no documentário Torquato Neto – Todas as Horas do Fim, dirigido por Eduardo Ades e Marcus Fernando.

Em sua trajetória, o artista atuou em diversas frentes, deixando sua marca inventiva na poesia, na música, no cinema, no jornalismo e na produção cultural. Nascido em Teresina, em 1944, filhos de funcionários públicos, Torquato se mudou para Salvador na adolescência para terminar seus estudos, onde conheceu Caetano Veloso. Depois mudou-se para o Rio para estudar Direito, mas resolveu seguir o curso de Jornalismo.

Começou na música na década de 1960, compondo em parceria com Edu Lobo, Caetano e Gilberto Gil. Na mesma época, aderiu ao movimento Tropicália, sendo responsável por algumas das mais importantes músicas do período. Com o fim do movimento, foi passar uma temporada na Europa. De volta para o Brasil no início dos anos 1970, atua como o personagem-título de Nosferato no Brasil, de Ivan Cardoso. Em seguida, roda em Teresina seu primeiro filme, O Terror da Vermelha. Na madrugada do dia 10 de novembro de 1972, após seu aniversário, suicida-se em seu apartamento, no Rio de Janeiro.

Ao todo, 26 textos da autoria de Torquato Neto, 200 fotos de arquivo pessoal e trechos de 40 filmes, maioria deles do Cinema Novo e do Cinema Marginal, foram selecionados para contar a sua história. Poemas, colunas de jornal cartas para amigos e parentes e trechos de diários são interpretados pelo ator Jesuíta Barbosa, que dá voz ao poeta. Além dos textos, o documentário conta ainda com uma entrevista em áudio do poeta e depoimentos de amigos e parceiros.

Para falar mais sobre Torquato Neto – Todas as Horas do Fim, conversamos com os diretores Eduardo Ades e Marcus Fernando. Aperte o play e confira:

Foto: Divulgação.

CINEVITOR #269: Entrevista com Cacau Protásio e Maurício Manfrini | Os Farofeiros, parte 2

por: Cinevitor

farofapgm2cinevitorO casal Lima e Jussara, interpretado por Cacau Protásio e Maurício Manfrini.

Na comédia Os Farofeiros, que já está em cartaz nos cinemas, os colegas de trabalho, Lima, Alexandre, Rocha e Diguinho decidem sair juntos em uma viagem com suas famílias para curtir o feriadão. Entre engarrafamentos, ataques de mosquitos e disputas por um espaço na areia de praias lotadas, nada parece dar certo na viagem. Os planos de um passeio perfeito vão definitivamente por água abaixo quando descobrem que a casa que alugaram estava abandonada e caindo aos pedaços.

Para falar mais sobre o filme, dirigido por Roberto Santucci, fizemos dois programas especiais. Nesta segunda parte, você confere o bate-papo com os atores Maurício Manfrini, o Paulinho Gogó, e Cacau Protásio.

Aperte o play e confira:

*Clique aqui e confira a primeira parte do programa com entrevistas com as atrizes Danielle Winits e Aline Riscado.

Foto: Reprodução YouTube.

CINEVITOR #268: Entrevista com Aline Riscado e Danielle Winits | Os Farofeiros, parte 1

por: Cinevitor

farofacinevitor1Confusões, problemas de convivência e mosquitos: personagens na praia.

Com direção de Roberto Santucci e roteiro de Paulo Cursino e Odete Damico, a comédia Os Farofeiros chega aos cinemas nesta quinta-feira, 08/03.

Na história, os colegas de trabalho, Lima, Alexandre, Rocha e Diguinho decidem sair juntos em uma viagem com suas famílias para curtir o feriadão. Entre engarrafamentos em carros apertados, ataques de mosquitos e disputas por um espaço na areia de praias lotadas, nada parece dar certo na viagem. Os planos de um passeio perfeito vão definitivamente por água abaixo quando descobrem que a casa que alugaram estava abandonada e caindo aos pedaços.

Para falar mais sobre o filme, fizemos dois programas especiais. Nesta primeira parte, você confere o bate-papo com as atrizes Danielle Winits e Aline Riscado.

Aperte o play e confira:

*Clique aqui e confira a segunda parte do programa com entrevistas com os atores Maurício Manfrini e Cacau Protásio.

Foto: Divulgação.

CINEVITOR #267: Entrevistas com Vicente Amorim, Danilo Beyruth e Carla Salle | Motorrad

por: Cinevitor

motorradpgmEmilio Dantas e Carla Salle em cena: thriller nacional.

Dirigido por Vicente Amorim e exibido no ano passado no Festival Internacional de Cinema de Toronto e no Festival do Rio, Motorrad traz ação, perseguição e morte em meio à paisagem árida da Serra da Canastra, em Minas Gerais. Na história, um grupo de motocross se aventura por uma trilha desconhecida e passa a ser caçado por motoqueiros assassinos.

O longa é inspirado em personagens criados por Danilo Beyruth, um dos um dos maiores nomes da HQ nacional e atual colaborador da DC Comics, e já garantiu a distribuição para vários países, como: Estados Unidos, França, Itália, Alemanha, Japão, Canadá, China, entre outros.

Para falar mais sobre o filme, que já está em cartaz nos cinemas, conversamos com o diretor, com a atriz Carla Salle e com o ilustrador Danilo Beyruth. Aperte o play e confira:

Foto: Divulgação.

CINEVITOR Especial: Oscar 2018 | Indicados a melhor filme + convidados

por: Cinevitor

cinevitoroscar2018capaNove filmes estão na disputa pela cobiçada estatueta dourada!

Durante o mês de fevereiro, em comemoração aos 5 anos de CINEVITOR, fizemos um especial sobre o Oscar 2018 com nove programas sobre os nove indicados a melhor filme no prêmio da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, que acontecerá neste domingo, 04/03.

Nos vídeos, exibidos no canal do CINEVITOR no YouTube, Vitor Búrigo recebe dois convidados e, juntos, debatem sobre um filme escolhido e participam de um quiz e de um bolão de uma determinada categoria.

Os dezoito participantes deste especial foram: Edu Fernandes e Suzana Uchôa Itiberê, da Revista Preview; Cauê Petito, do Cinem(ação); Márcio Miguel, da TVTEC Jundiaí; Miguel Barbieri Jr., da Veja SP e Veja Rio; Neusa Barbosa, do Cineweb; Flavia Guerra, do TelaTela; Barbara Demerov, do Cinematecando; Giovanni Rizzo, do Observatório do Cinema; Alex Gonçalves, do Cine Resenhas; a atriz Tuna Dwek; Chico Fireman, do Filmes do Chico e do podcast Cinema na Varanda; Juliana Varella, do Guia da Semana e Fala, Cinéfilo!; Eliane Munhoz, do Blog de Hollywood; Bruno Carmelo, do AdoroCinema; Diego Olivares, do Yahoo! Brasil; Danilo Calazans, do Super Cinema UP; e Nayara Reynaud, do site Nervos.

Aperte o play e confira todos os programas do CINEVITOR Especial Oscar 2018:

A FORMA DA ÁGUA | 13 indicações: filme, direção (Guillermo del Toro), atriz (Sally Hawkins), atriz coadjuvante (Octavia Spencer), ator coadjuvante (Richard Jenkins), roteiro original (Guillermo del Toro e Vanessa Taylor), trilha sonora (Alexandre Desplat), fotografia (Dan Laustsen), figurino (Luis Sequeira), edição de som (Nathan Robitaille e Nelson Ferreira), mixagem de som (Christian T. Cooke, Glen Gauthier e Brad Zoern), edição (Sidney Wolinsky) e design de produção (Paul D. Austerberry, Shane Vieau e Jeffrey A. Melvin).

CORRA! | 4 indicações: filme, direção (Jordan Peele), ator (Daniel Kaluuya) e roteiro original (Jordan Peele).

DUNKIRK | 8 indicações: filme, direção (Christopher Nolan), fotografia (Hoyte Van Hoytema), edição (Lee Smith), trilha sonora (Hans Zimmer), edição de som (Richard King e Alex Gibson), mixagem de som (Gregg Landaker, Gary Rizzo e Mark Weingarten) e design de produção (Nathan Crowley e Gary Fettis).

LADY BIRD – A HORA DE VOAR | 5 indicações: filme, direção (Greta Gerwig), atriz (Saoirse Ronan), atriz coadjuvante (Laurie Metcalf) e roteiro original (Greta Gerwig).

ME CHAME PELO SEU NOME | 4 indicações: filme, ator (Timothée Chalamet), roteiro adaptado (James Ivory) e canção original (Mystery of Love, por Sufjan Stevens).

O DESTINO DE UMA NAÇÃO | 6 indicações: filme, ator (Gary Oldman), fotografia (Bruno Delbonnel), figurino (Jacqueline Durran), maquiagem e penteado (Kazuhiro Tsuji, David Malinowski e Lucy Sibbick) e design de produção (Sarah Greenwood e Katie Spencer).

THE POST – A GUERRA SECRETA | 2 indicações: filme e atriz (Meryl Streep).

TRAMA FANTASMA | 6 indicações: filme, direção (Paul Thomas Anderson), ator (Daniel Day-Lewis), atriz coadjuvante (Lesley Manville), trilha sonora (Jonny Greenwood) e figurino (Mark Bridges).

TRÊS ANÚNCIOS PARA UM CRIME | 7 indicações: filme, atriz (Frances McDormand), ator coadjuvante (Sam Rockwell e Woody Harrelson), roteiro original (Martin McDonagh), trilha sonora (Carter Burwell) e edição (Jon Gregory).

*Clique aqui e relembre os indicados ao Oscar 2018.
*Clique aqui e conheça os apresentadores e as performances musicais confirmadas para esta 90ª edição do Oscar.