Cinevitor

Toda semana um novo programa sobre cinema, com os mais variados temas.

CINEVITOR #307: Entrevistas com Renato Góes, Ícaro Silva e diretores | Legalize Já

por: Cinevitor

legalizecinevitorpgmRenato Góes e Ícaro Silva: história de amor e música entre amigos.

Com canções de denúncia social e resistência, os amigos Skunk e Marcelo, atualmente conhecido como Marcelo D2, deram os primeiros passos com a banda Planet Hemp. A relação de ambos é tema de Legalize Já – Amizade Nunca Morre, longa dirigido por Johnny Araujo e Gustavo Bonafé, que estreia nesta quinta-feira, 18/12.

Skunk, interpretado por Ícaro Silva, é um artista que sonha em ganhar a vida com o seu talento, enquanto Marcelo, vivido por Renato Góes, trabalha como camelô e não reconhece o potencial que tem como compositor e cantor. A cinebiografia conquistou o prêmio de melhor ficção brasileira segundo o público da 41ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo e também o de melhor longa-metragem pelo Júri Popular e melhor roteiro no 12º Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro, além de ter participado do Festival do Rio no ano passado.

Para falar mais sobre o filme, fizemos dois programas especiais com entrevistas com os diretores e também com os protagonistas Renato Góes e Ícaro Silva. Aperte o play e confira:

PARTE 1:
Entrevista com Renato Góes e Ícaro Silva

PARTE 2:
Entrevista com Johnny Araujo e Gustavo Bonafé

Foto: Divulgação.

CINEVITOR #306: Entrevista com Vera Holtz | As Quatro Irmãs

por: Cinevitor

asquatroirmascinevitorVera Holtz e as irmãs Teresa, Rosa e Regina: protagonistas.

O documentário As Quatro Irmãs nasceu de um convite da atriz Vera Holtz ao cineasta Evaldo Mocarzel durante os ensaios do espetáculo Um Pai (Puzzle), monólogo estrelado pela atriz Ana Beatriz Nogueira, com direção de Guilherme Leme e Vera, que estreou em fevereiro de 2015 no Rio.

Evaldo Mocarzel havia preparado a adaptação dramatúrgica do livro de Sibylle Lacan e foi assistir a um dos ensaios. A empatia com Vera Holtz foi imediata: conversaram muito sobre teatro, cinema e artes, em geral, e logo nasceu a primeira semente do documentário: um filme que resgata a memória da família da atriz Vera Holtz em um momento em que o casarão do clã Holtz completava 100 anos.

Para o filme, Vera decidiu resgatar a memória de sua família com as irmãs Teresa, Rosa e Regina. Este é o ponto de partida do documentário. Enfrentando lapsos de memória, a atriz tenta reinventar a própria vida no longa: a infância e a adolescência em Tatuí, no interior de São Paulo; a convivência familiar e as irmãs como personas do seu ser, eterna fonte de inspiração para suas personagens.

Para falar mais sobre As Quatro Irmãs, que será exibido na 42ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo e lançado comercialmente em dezembro, conversamos com a atriz Vera Holtz.

Aperte o play e confira:

Foto: Aline Arruda.

CINEVITOR #305: Entrevistas com Silvio Guindane e Ricardo Elias | Mare Nostrum

por: Cinevitor

guindanemarenostrumProtagonista: Silvio Guindane em cena.

Mare Nostrum, terceiro longa de Ricardo Elias, já está em cartaz nos cinemas e marca o reencontro do diretor com o ator Silvio Guindane; eles trabalharam juntos em De Passagem, vencedor dos principais prêmios no Festival de Gramado, em 2003, e do prêmio do público da Mostra Internacional de Cinema em São Paulo no mesmo ano.

O longa conta a história de Roberto, interpretado por Guindane, e Mitsuo, papel de Ricardo Oshiro, que acabam de voltar ao Brasil sem dinheiro e sem perspectiva de trabalho. Roberto, jornalista, vem da Espanha, desempregado, e Mitsuo, do Japão, após perder tudo no tsunami. Os dois enfrentam os desafios de reconstruir suas vidas, que se cruzam por causa de um terreno negociado por seus pais há 29 anos.

Ailton Graça faz uma participação especial como João Viana, o falecido pai de Roberto; Carlos Meceni repete a parceria com Ricardo pela terceira vez; César Mello, Vera Mancini, Edson Kameda, Teka Romualdo, Victoria Blat e Maya Hasegawa completam o elenco. A estreante Lívia Santos, que interpreta a filha de Roberto, foi escolhida em teste com mais de 50 crianças. O casting é de Mariana Guarnieri, a fotografia é de Helcio Alemão Nagamine e a música de André Abujamra.

Além disso, Mare Nostrum faz uma homenagem à seleção do Brasil da Copa de 1982 e, em especial, à figura do Dr. Sócrates, lendário jogador do Corinthians, por quem Roberto, personagem de Silvio Guindane, tem grande admiração.

Para falar mais sobre o filme conversamos com o diretor Ricardo Elias e com o protagonista Silvio Guindane. Aperte o play e confira:

Foto: Divulgação/Imovision.

CINEVITOR #304: O Homem Perfeito | Entrevistas com diretor + elenco

por: Cinevitor

homemperfeitopgmcinevitorCorações partidos e redes sociais: comédia romântica.

Em O Homem Perfeito, de Marcus Baldini, acompanhamos Diana Prado, interpretada por Luana Piovani, uma autora de sucesso que não consegue lidar com a notícia de que o marido Rodrigo, vivido por Marco Luque, tenha terminado o casamento de oito anos e engatado um novo romance com a jovem Mel, vivida por Juliana Paiva.

Com o objetivo de reatar, Diana cria um falso perfil de homem perfeito em uma rede social para conquistar Mel e assim garantir que Rodrigo volte para casa. Para isso, a autora conta com a ajuda do seu novo biografado: o cantor problemático e machista Carlos Henrique Costa, interpretado por Sergio Guizé, com quem antipatiza ao ser apresentada. Em meio a muitas turbulências, enquanto Diana tenta limpar a imagem de Caíque ao escrever sobre ele, o roqueiro trata de ajudá-la nas invenções mirabolantes do seu plano de trazer o ex-marido de volta.

Com roteiro de Tati Bernardi e Patricia Corso, a comédia romântica mistura o tema atemporal sobre corações partidos com um assunto atual: pessoas que se escondem por trás de perfis falsos na internet. Para falar mais sobre o filme, fizemos dois programas especiais com entrevistas com o diretor e elenco. Aperte o play e confira:

PARTE 1:
Entrevista com Luana Piovani e Marco Luque

PARTE 2:
Entrevista com Sergio Guizé e Marcus Baldini

Foto: Divulgação.

CINEVITOR #303: Entrevista com Thaila Ayala e Gabriel Sater | Coração de Cowboy

por: Cinevitor

coracaocowboycinevitorThaila Ayala e Gabriel Sater: par romântico no cinema.

Dirigido por Gui Pereira e com trilha sonora assinada por Lucas Lima, Coração de Cowboy conta a história de Lucca, um jovem músico apaixonado pela música sertaneja. No entanto, ele consegue fazer sucesso apenas com um estilo de música de mais apelo comercial. Já no auge da fama, Lucca tem um desentendimento com sua empresária em uma sessão de gravação e resolve voltar à sua cidade natal para se conectar com suas raízes e reencontrar sua verdadeira inspiração.

Gabriel Sater interpreta Lucca e faz sua estreia como protagonista em um longa-metragem. Filho mais velho do violeiro Almir Sater, tem uma sólida carreira como músico e esse foi um dos fatores na escolha para ser o intérprete de Lucca. O elenco conta ainda com Thaila Ayala, que interpreta Paula, par romântico de Lucca na trama; Jackson Antunes, Thaís Pacholek, Françoise Forton e participações especiais de Chitãozinho & Xororó, Marcos & Belutti, Família Lima, Rionegro & Solimões, Maurício Manieri, entre outros.

Para falar mais sobre o filme, que estreia nesta quinta-feira, 27/09, batemos um papo com os atores Gabriel Sater e Thaila Ayala. Aperte o play e confira:

Foto: Divulgação/O2 Play.

CINEVITOR #302: 10 Segundos para Vencer | Entrevistas com elenco + diretor

por: Cinevitor

dezsegundospgmOsmar Prado e Daniel de Oliveira em cena: amor entre pai e filho.

Dirigido por José Alvarenga Jr., 10 Segundos para Vencer estreia nesta quinta-feira, 27/09, e revela a incrível trajetória de Éder Jofre, que desafiou seus próprios limites até conquistar seu primeiro cinturão de ouro, em 1961, nos Estados Unidos. Exibido na competição brasileira de longas-metragens do 46º Festival de Cinema de Gramado, o filme recebeu dois kikitos: melhor ator para Osmar Prado e melhor ator coadjuvante para Ricardo Gelli.

Com Daniel de Oliveira no papel de um dos maiores pugilistas da história, o longa conta também com Osmar Prado no papel de Kid Jofre, pai e implacável treinador do bicampeão mundial de boxe. Na história, depois de cinco anos de glória, defendendo o título sem nunca ter sofrido um nocaute, em 1966 ele decide parar de lutar para levar uma vida comum, longe dos ringues, mas perto da mulher, Cida, e dos filhos pequenos. A paixão pelo esporte leva Éder a voltar a treinar e, mesmo após um longo período parado, ele recupera a antiga forma e conquista mais um cinturão de ouro, em 1973, aos 37 anos.

Para falar mais sobre o filme, fizemos dois programas especiais com entrevistas com os atores e com o diretor. Aperte o play e confira:

PARTE 1:
Entrevista com Daniel de Oliveira e Osmar Prado

PARTE 2:
Entrevista com José Alvarenga Jr. e Ricardo Gelli

Foto: Gui Maia.

CINEVITOR #301: Entrevistas com Othon Bastos, Emilio Dantas e Esther Góes | O Paciente – O Caso Tancredo Neves

por: Cinevitor

opacientepgmcinevitorLucas Drummond, Othon Bastos e Esther Góes em cena.

Em cartaz nos cinemas, O Paciente – O Caso Tancredo Neves, de Sergio Rezende, é um thriller que revela os detalhes que envolveram a misteriosa morte de Tancredo Neves, eleito Presidente da República, mas não empossado.

Com Othon Bastos como protagonista, o longa relembra a comoção nacional que mobilizou o país em torno do estado de saúde de Tancredo, que tinha acabado de ser eleito democraticamente depois do longo regime militar brasileiro, em 1985.

O filme, escrito por Gustavo Lipsztein, é baseado no livro homônimo do pesquisador e historiador Luís Mir, que depois de anos dedicado ao projeto conseguiu ter acesso a documentos do Hospital de Base de Brasília e do Instituto do Coração, em São Paulo, onde Tancredo Neves morreu. Em 384 páginas, ele apresenta boletins e laudos médicos e conclui que um erro de diagnóstico de apendicite aguda levou a equipe médica a realizar, desnecessariamente, uma cirurgia de emergência que o impediu de tomar posse. A partir dali, Tancredo não saiu mais do hospital e seu estado só se agravou até o óbito, por falência múltipla de órgãos.

Para falar mais sobre o filme, conversamos com os atores Othon Bastos, Emilio Dantas, que interpreta Antônio Britto, secretário de imprensa e assessor de Tancredo, e Esther Góes, que faz o papel de Risoleta Neves, esposa do presidente.

Aperte o play e confira:

PARTE 1:
Entrevista com Othon Bastos

PARTE 2:
Entrevista com Emilio Dantas e Esther Góes

Foto: Divulgação.

CINEVITOR #300: Entrevista com Mariana Ximenes e Jesuita Barbosa | Edição Especial

por: Cinevitor

cinevitorpgm300Mariana Ximenes e Jesuita Barbosa: convidados ilustres nesta edição especial.

Nossa história começou em fevereiro de 2013, quando o CINEVITOR surgiu como um programa de cinema na internet. Ao longo desses cinco anos, foram muitas críticas e matérias publicadas no site, programas com os mais variados temas, especiais, entrevistas com convidados ilustres, coberturas de festivais, eventos e muito mais.

Em nossos programas já passaram mais de 750 entrevistados, desde atores, produtores, diretores, políticos, músicos, artistas internacionais, esportistas: todos conectados pela sétima arte. Pois, chegou a hora de comemorarmos 300 programas! Para isso, não deixaríamos passar em branco esse momento tão especial.

Neste CINEVITOR 300, convidamos dois nomes de destaque no cinema brasileiro: a atriz Mariana Ximenes, recordista de entrevistas na história do nosso programa e que soma mais de 30 filmes em seu currículo, e o ator Jesuita Barbosa, considerado um dos mais talentosos de sua geração. O encontro aconteceu na 46ª edição do Festival de Cinema de Gramado, onde apresentaram O Grande Circo Místico, de Cacá Diegues, na noite de abertura.

Aperte o play e divirta-se com esse bate-papo especial:

CINEVITOR #299: Entrevista com Adriana Esteves | Edição Especial

por: Cinevitor

adrianagramadocinevitorAdriana Esteves no tapete vermelho do Palácio dos Festivais em Gramado.

Desde o começo de sua carreira, no final dos anos 1980, até hoje, Adriana Esteves acumula trabalhos marcantes na TV, no cinema e no teatro. Começou como modelo, apresentou programas de esporte e variedades, fez uma participação na novela Vale Tudo e despontou para o estrelato quando ganhou um papel em Top Model, telenovela exibida na Rede Globo e escrita por Walther Negrão e Antônio Calmon, depois de participar de um quadro do Domingão do Faustão.

Ao longo dos anos, se destacou com diversas personagens marcantes na TV, como: a jovem Patrícia, de Meu Bem, Meu Mal; Marina Batista, de Pedra sobre Pedra, sua primeira protagonista; Mariana Paiva Ferreira, de Renascer, par romântico de Antonio Fagundes; Lúcia Helena e Eulália, de A Indomada; a vilã Sandrinha, de Torre de Babel; a feminista Catarina Batista, de O Cravo e a Rosa; a vilã Nazaré Tedesco, na primeira fase de Senhora do Destino; a divertida Celinha do seriado Toma Lá Dá Cá; a cantora Dalva de Oliveira, na microssérie Dalva e Herivelto: Uma Canção de Amor, papel que lhe rendeu uma indicação ao Emmy Internacional; a inesquecível vilã Carminha, de Avenida Brasil, que lhe rendeu muitos prêmios, entre eles o Troféu APCA; a doméstica Fátima, da série Justiça; e atualmente está no ar como Laureta, em Segundo Sol.

Também fez sucesso no teatro e ganhou destaque no cinema em diversos filmes, como: As Meninas, de Emiliano Ribeiro; Tiradentes, de Oswaldo Caldeira; as comédias O Trapalhão e a Luz Azul e Trair e Coçar é Só Começar; Real Beleza, em que atuou ao lado do marido, o ator Vladimir Brichta; Mundo Cão, de Marcos Jorge; Canastra Suja, de Caio Sóh; e Benzinho, de Gustavo Pizzi, exibido no Festival de Gramado deste ano, onde foi premiada como melhor atriz coadjuvante. Seu próximo trabalho nas telonas será em Marighella, filme dirigido por Wagner Moura.

Recentemente, Adriana Esteves marcou presença na 46ª edição do Festival de Cinema de Gramado para participar da exibição de Benzinho. Durante o evento, conversamos com a atriz e fizemos um programa especial relembrando algumas personagens marcantes de sua carreira.

Aperte o play e confira:

Foto: Edison Vara/Pressphoto.

CINEVITOR #298: 46º Festival de Cinema de Gramado | Edição Especial

por: Cinevitor

gramado46pgmcinevitorKarine Teles, Ana Ivanova e Osmar Prado: premiados.

A 46ª edição do Festival de Cinema de Gramado aconteceu entre os dias 17 e 25 de agosto na serra gaúcha com uma elogiada seleção de longas e curtas-metragens focada em realizar um panorama contemporâneo de produções dirigidas por nomes conhecidos e também por novos talentos, transitando por diversos gêneros.

Além disso, muitos convidados ilustres passaram pelo tapete vermelho do Palácio dos Festivais. O CINEVITOR marcou presença no evento e, como de costume, encerra sua cobertura desta edição com dois programas especiais com diversas entrevistas.

Aperte o play e confira:

PARTE 1:
Entrevistas com: Jesuita Barbosa, Mariana Ximenes e Bruna Linzmeyer, de O Grande Circo Místico; Fabrício Boliveira e Isis Valverde, de Simonal; Daniel de Oliveira, Osmar Prado e José Alvarenga Jr., de 10 Segundos para Vencer; Marina Provenzzano e Sandra Souza, de Mormaço.

PARTE 2:
Entrevistas com: Tifanny Dopke, Giovanni de Lorenzi, Aly Muritiba e Clarissa Kiste, de Ferrugem; Karine Teles e Gustavo Pizzi, de Benzinho; Marieta Severo, Arlindo Lopes, André Ristum, Stephanie de Jongh e Ricardo Merkin, de A Voz do Silêncio; Ana Brun, Margarita Irun e Ana Ivanova, de As Herdeiras.

Foto: Cleiton Thiele/Pressphoto.

CINEVITOR #297: Entrevistas com Leandro Hassum + elenco + roteirista | O Candidato Honesto 2

por: Cinevitor

candidatohonesto2pgmLeandro HassumCassio Pandolfh em cena: foi golpe?

Em O Candidato Honesto 2, que já está em cartaz nos cinemas, Leandro Hassum dá vida novamente a João Ernesto, o personagem que ganhou o coração dos eleitores na corrida presidencial da primeira parte da franquia, mas que foi parar atrás das grades por conta dos crimes que cometeu.

Depois de cumprir quatro anos de prisão, João resolveu levar uma vida comum, fora dos holofotes da política. No entanto, ele é convencido a se candidatar mais uma vez à presidência da República, em meio a uma grande crise no Brasil e agora garante que tudo será diferente: está disposto a promover uma reforma política no país. João só não contava que os problemas agora seriam outros. Ele vai acabar se envolvendo em novos escândalos, além de ser perseguido e dominado pelo seu vice, Ivan Pires.

Depois do sucesso do primeiro longa-metragem, com 2,3 milhões de ingressos vendidos, a franquia chega às telonas com direção de Roberto Santucci e roteiro de Paulo Cursino. Para falar mais sobre O Candidato Honesto 2 fizemos dois programas especiais. Aperte o play e confira:

PARTE 1:
Entrevista com Leandro HassumCassio Pandolfh

PARTE 2:
Entrevista com Paulo Cursino e Rosanne Mulholland

Foto: Divulgação.

CINEVITOR #296: Entrevistas com Patricia Pillar, Lee Taylor e Eduardo Nunes | Unicórnio

por: Cinevitor

unicorniopgmcinevitorPatricia Pillar e Lee Taylor em cena.

Exibido na mostra Generation do Festival de Berlim deste ano, Unicórnio, de Eduardo Nunes, teve sua estreia mundial na Première Brasil no Festival do Rio do ano passado e agora chega aos cinemas nesta quinta-feira, 16/08, com distribuição da Vitrine Filmes, integrando o projeto Sessão Vitrine Petrobras.

Unicórnio é adaptado da obra da escritora brasileira Hilda Hilst e foi rodado em dezembro de 2016 na Região Serrana do Estado do Rio de Janeiro. A equipe técnica foi a mesma do filme anterior de Nunes, Sudoeste, que recebeu 23 prêmios internacionais e foi exibido em mais de 30 países. A fotografia é assinada por Mauro Pinheiro Jr., ABC, e a direção de arte por André Weller. Zé Nogueira é responsável pela trilha sonora.

Na história, Maria, vivida por Barbara Luz, aguarda com a mãe, interpretada por Patricia Pillar, a volta de seu pai, papel de Zécarlos Machado. A relação das duas muda com a chegada de um outro homem, vivido por Lee Taylor, à rústica casa de campo em que moram.

Para falar mais sobre o filme, conversamos com o diretor Eduardo Nunes, com a protagonista Patricia Pillar e com o ator Lee Taylor. Aperte o play e confira:

Foto: Zeca Miranda.