Todos os posts de Cinevitor

Grace Passô é homenageada na abertura da 22ª Mostra de Cinema de Tiradentes

por: Cinevitor

gracetiradentesrecebehomenagemHomenagem: Grace Passô recebe o Troféu Barroco.

A abertura da 22ª Mostra de Cinema de Tiradentes aconteceu nesta sexta-feira, 18/01, no Cine-Tenda. A cerimônia contou com apresentações artísticas, discursos importantes e necessários e uma homenagem emocionante para a atriz, dramaturga e diretora mineira Grace Passô.

Grace foi uma das fundadoras do Grupo Espanca!, em Belo Horizonte, no qual encenou peças como Amores Surdos, Por Elise e Congresso Internacional do Medo, que deram projeção nacional ao coletivo. Seguiu carreira tanto como atriz quanto como encenadora. Entre seus trabalhos de destaque nos palcos estão Contrações (Grupo 3), Krum e Preto (ambas da Cia Brasileira de Teatro). Com o solo Vaga Carne, vem ganhando diversos prêmios desde 2017, no que firmou ainda mais seu nome e talento na dramaturgia brasileira.

Apareceu no cinema recentemente e já se destacou em premiações nacionais e internacionais. Com o filme Praça Paris, de Lúcia Murat, ganhou o prêmio de melhor atriz no Festival do Rio, em 2017; com o longa Temporada, de André Novais Oliveira, recebeu o Troféu Candango de melhor atriz no 51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro e o prêmio de melhor atriz no Festival de Turim, na Itália. Seu próximo trabalho, o filme No Coração do Mundo, de Gabriel e Maurílio Martins, foi selecionado para o Festival Internacional de Cinema de Roterdã 2019. Além disso, participará do novo projeto do cineasta Cristiano Burlan.

A homenagem começou com trechos de entrevistas antigas da artistas mineira no telão. Depois disso, a atriz Gláucia Vandeveld chamou a homenageada para receber o Troféu Barroco. Acompanhada pela mãe, Valdete Lino Paes Souza, Grace Passô subiu ao palco e foi ovacionada pelo público presente.

A noite também foi marcada por um novo passo na carreira de Grace, que estreou como diretora de cinema em Vaga Carne, projeto inédito. O filme, dirigido por ela em parceria com Ricardo Alves Jr, é a transcrição audiovisual do premiado espetáculo solo da artista. O trabalho foi produzido pela Universo Produção e mostrou à plateia a intensidade do corpo, da voz e das palavras de Grace.

No dia seguinte, a homenageada participou do debate A Presença de Grace Passô, no Cine Teatro Sesi, no qual discutiu sobre a temática do evento e relembrou sua trajetória e características de seu trabalho no teatro e no cinema. O seminário, mediado por Pedro Maciel Guimarães, contou também com a presença de Aline Vila Real, André Novais Oliveira e Natália Batista.

Aperte o play e confira os melhores momentos da homenagem e do debate:

Foto: Leo Lara/Universo Produção.

Green Book: O Guia é o grande vencedor do PGA Awards 2019, prêmio do Sindicato dos Produtores

por: Cinevitor

greenbookPGAvenceMahershala Ali e Viggo Mortensen em Green Book: O Guia.

Foram revelados neste sábado, 19/01, os vencedores do PGA Awards, Producers Guild Awards, premiação anual realizada pelo Sindicato dos Produtores da América (Producers Guild of America), que elege os melhores da TV e do cinema.

Considerado uma prévia do Oscar, geralmente seus vencedores coincidem com os premiados pela Academia na categoria de melhor filme. Ao longo de 29 edições, 20 vencedores do PGA Awards também levaram a estatueta dourada, incluindo A Forma da Água, de Guillermo del Toro, grande campeão do ano passado.

Dirigido por Peter Farrelly, Green Book: O Guia, que levou o prêmio principal do evento nesta 30ª edição, é baseado em fatos reais. Na trama, Tony Lip, interpretado por Viggo Mortensen, é um segurança ítalo-americano que é contratado como motorista do Dr. Don Shirley, papel de Mahershala Ali, um famoso pianista negro. Durante uma turnê pelo sul dos Estados Unidos, eles devem seguir um guia para levá-los aos poucos estabelecimentos que eram seguros para os afro-americanos. Confrontados com o racismo, em meio a momentos de humanidade e humor inesperados, eles são forçados a deixar de lado as diferenças e passar por profundas transformações, para avançar nessa jornada.

O filme foi o grande vencedor do Festival de Toronto e, recentemente, foi premiado em três categorias no Globo de Ouro. A estreia no Brasil está marcada para o dia 24 de janeiro.

Conheça os vencedores do PGA Awards 2019 nas categorias de cinema:

LONGA-METRAGEM | PRÊMIO DARRYL F. ZANUCK:
Green Book: O Guia, por Jim Burke, Charles B. Wessler, Brian Currie, Peter Farrelly e Nick Vallelonga

LONGA-METRAGEM | ANIMAÇÃO:
Homem-Aranha no Aranhaverso, por Avi Arad, Phil Lord & Christopher Miller, Amy Pascal e Christina Steinberg

LONGA-METRAGEM | DOCUMENTÁRIO:
Won’t You Be My Neighbor?, por Morgan Neville, Nicholas Ma e Caryn Capotosto

Foto: Divulgação.

CINEVITOR #321: Entrevista com Grace Passô e André Novais Oliveira | Temporada

por: Cinevitor

gracetemporadacinevitorGrace Passô: premiada e protagonista.

Dirigido e roteirizado por André Novais Oliveira, Temporada chega aos cinemas através do projeto Sessão Vitrine Petrobras. O longa foi o grande vencedor do 51º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, onde saiu premiado nas categorias de melhor filme, melhor atriz para Grace Passô, melhor ator coadjuvante para Russo APR, melhor direção de arte para Diogo Hayashi e melhor fotografia de Wilsa Esser.

O filme, que antes teve sua estreia mundial no Festival de Locarno, já rodou dezenas de festivais pelo mundo, entre eles, a 42ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo e a Semana de Cinema, no Rio de Janeiro, onde a obra de André ganhou uma retrospectiva. A atriz Grace Passô, que recentemente também recebeu o prêmio de melhor atriz no Festival de Torino, na Itália, será homenageada na 22ª edição da Mostra de Cinema de Tiradentes.

Na trama, Juliana, vivida por Grace Passô, está de mudança do interior do estado de Minas para a periferia de Contagem, em BH. Em seu novo trabalho dedicado a combater às endemias da região, ela se depara com pessoas e vive experiências capazes de mudar a sua vida completamente. Ao mesmo tempo que passa por essa transformação, Juliana tenta lidar com o impacto que tudo isso gera na sua relação conjugal.

Para falar mais sobre o filme, conversamos com o diretor e com a protagonista. Aperte o play e confira:

Foto: Divulgação/Vitrine Filmes.

CINEVITOR #320: Eu Sou Mais Eu | Entrevistas com elenco + diretor

por: Cinevitor

soumaiseupgmcinevitorKéfera Buchmann e João Côrtes em cena.

Depois do sucesso de É Fada!, que levou 1,7 milhões de espectadores aos cinemas, Kéfera Buchmann está de volta às telonas em Eu Sou Mais Eu, de Pedro Amorim, no qual interpreta Camilla Mendes, uma estrela da música pop. Dona dos maiores hits do momento, ela não tem tempo para pensar em nada que não seja sua fama e seus milhões de seguidores. Sem paciência para a concorrência, tudo que importa é que a sua nova música seja a número um nas paradas.

Com milhares de compromissos na agenda, voltar no tempo, com certeza não estava nos seus planos. Mas quando misteriosamente acorda em 2004, Camilla terá que lidar com os dramas da adolescência, o bullying da inimiga Drica, interpretada por Giovanna Lancellotti, as provas e trabalhos da escola. Além disso, terá que convencer seu melhor amigo, Cabeça, papel de João Côrtes, que ela veio do futuro e agora precisa da sua ajuda para voltar.

Para encarar o papel da popstar Camilla, Kéfera passou por uma longa preparação, com ensaios, aulas de canto, aulas de dança e mudanças no visual. Além de reviver músicas clássicas dos anos 2000 que embalaram o discman de todos os adolescentes da época, Eu Sou Mais Eu também conta com uma faixa inédita na voz da própria Kéfera, a gravação de um videoclipe e um show com a presença de seus fãs na plateia em que canta o sucesso Máscara, da cantora Pitty.

Para falar mais sobre o filme, fizemos dois programas especiais com entrevistas. Confira:

PARTE 1:
Entrevista com Kéfera Buchmann e Pedro Amorim

PARTE 2:
Entrevista com Giovanna Lancellotti e João Côrtes

Foto: Catarina Sousa.

Vidro

por: Cinevitor

vidroposterGlass

Direção: M. Night Shyamalan

Elenco: James McAvoy, Bruce Willis, Samuel L. Jackson, Anya Taylor-Joy, Sarah Paulson, Spencer Treat Clark, Luke Kirby, Jane Park Smith, Kyli Zion, Nina Wisner, Marisa Brown, Charlayne Woodard, Shayna Ryan, Diana Silvers, Shannon Destiny Ryan, Adam David Thompson, Lory Molino, Ursula Triplett, Sarah Grgic, Rob Yang, Jon Douglas Rainey, Jennifer Butler, Caroline Salomão, Jessica Heller, Serge Didenko, Bostin Christopher, Matt Jacobs.

Ano: 2019

Sinopse: Depois da conclusão de Fragmentado, Vidro mostra Dunn em uma série de encontros cada vez mais intensos com a figura super-humana conhecida como a Fera, uma das personalidades de Crumb. Enquanto isso, a presença sombria de Price surge como um orquestrador que guarda segredos críticos para os dois homens.

Nota do CINEVITOR:

nota-4-estrelas

Como Treinar o Seu Dragão 3

por: Cinevitor

comotreinardragao3posterHow to Train Your Dragon: The Hidden World

Direção: Dean DeBlois

Elenco: Gerard Butler, Cate Blanchett, Jonah Hill, Kit Harington, Kristen Wiig, Jay Baruchel, Christopher Mintz-Plasse, America Ferrera, F. Murray Abraham, Ólafur Darri Ólafsson, Craig Ferguson, Justin Rupple, AJ Kane.

Ano: 2019

Sinopse: O terceiro filme da franquia acompanha o personagem Soluço e a realização de seu grande sonho: encontrar um lar pacífico onde os dragões possam viver em segurança. Lá, Banguela descobre uma companheira, assim como ele, mas um tanto selvagem. Mas é quando o perigo começa a rondar o lar, que a dupla Banguela e Soluço será testada e precisará tomar decisões difíceis para salvar suas espécies.

Nota do CINEVITOR:

nota-3,5-estrelas

Cafarnaum

por: Cinevitor

cafarnaumposterbrasilCapharnaüm

Direção: Nadine Labaki

Elenco: Zain Al Rafeea, Yordanos Shiferaw, Boluwatife Treasure Bankole, Kawsar Al Haddad, Fadi Yousef, Haita ‘Cedra’ Izzam, Alaa Chouchnieh, Nadine Labaki, Elias Khoury, Nour El Husseini, Joseph Jimbazian, Samira Chalhoub, Farah Hasno, Joe Maalouf, Alexandre Youakim, Michele Sedad, Rahaf El Razek, Farah Kanjo, Mirna Izzam, Riman Al Rafeea, Tespina George Megalides, Iman Al Rafeaa, Asma El Razek, Bahia Jaber, Tamer Ibrahim, Zakaria Darwich, Mohamad Chabouri, Mohamad Chbib, Fadi Kassem, Abdallah Hajjar, Abdo Abdo, Ghida Majzoub.

Ano: 2018

Sinopse: Zain é um menino de 12 anos que se comporta como adulto devido ao sofrimento que passou: fugiu dos pais abusivos, foi morar nas ruas, cuidou da refugiada Rahil e de seu bebê e foi preso por um crime violento. O garoto, então, decide entrar nos tribunais com um processo contra seus pais, acusando-os do “crime” de lhe dar a vida.

*Filme visto na 42ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo.

Crítica do CINEVITOR: Em breve.

Nota do CINEVITOR:

nota-3,5-estrelas

Temporada

por: Cinevitor

temporadaposterDireção: André Novais Oliveira

Elenco: Grace Passô, Russo Apr, Rejane Faria, Hélio Ricardo, Ju Abreu, Renato Novaes, Sinara Teles, Janderlane Souza, Maria José Novais Oliveira, Azula Santana, Neide Bastos, Eychila Queiroga, Robson Vieira, Ronaldo Coisa Nossa, Wederson Neguinho, Guto Borges, Norberto Novais Oliveira, Luciana Vianna, Eduardo Moreira, Guilherme Bastos, João Victor, Luiz Mendes.

Ano: 2018

Sinopse: Juliana está se mudando de Itaúna, no interior do estado, para a periferia de Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, para trabalhar no combate às endemias na região. Em seu novo trabalho ela conhece pessoas e vive situações pouco usuais que começam a mudar sua vida. Ao mesmo tempo, ela enfrenta as dificuldades no relacionamento com seu marido, que também está prestes a se mudar para a cidade grande.

Nota do CINEVITOR:

nota-4-estrelas

Homem-Aranha: Longe de Casa, com Tom Holland e Jake Gyllenhaal, ganha trailer

por: Cinevitor

aranhalartrailer1Tom Holland em cena: super-herói.

A Sony Pictures acaba de divulgar o trailer de Homem-Aranha: Longe de Casa, filme dirigido por Jon Watts, mesmo diretor de Homem-Aranha: De Volta ao Lar, e roteiro de Chris McKenna e Erik Sommers.

Na história, o amigão da vizinhança decide se unir aos seus melhores amigos para passar férias na Europa. Mas o plano de Peter Parker, interpretado por Tom Holland, de abandonar seus feitos heroicos por algumas semanas logo são mudados quando ele concorda em ajudar Nick Fury, vivido por Samuel L. Jackson, a solucionar o mistério de ataques de criaturas elementais, criando uma destruição pelo continente.

O elenco conta também com Jake Gyllenhaal, no papel do vilão Mysterio, Zendaya, Cobie Smulders, Marisa Tomei, Jon Favreau, Michael Keaton, Angourie Rice, Martin Starr, Numan Acar, Tony Revolori e Jacob Batalon.

Assista ao trailer de Homem-Aranha: Longe de Casa, que estreia no dia 4 de julho:

Foto: Divulgação.

24º Critics’ Choice Awards: conheça os vencedores

por: Cinevitor

glenngagacriticsGlenn Close e Lady Gaga: empate na categoria de melhor atriz.

A Broadcast Film Critics Association, maior organização de críticos americanos e canadenses, que conta com mais de 300 membros, anunciou neste domingo, 13/01, em cerimônia apresentada pelo ator Taye Diggs, os vencedores do 24º Critics’ Choice Awards, importante premiação que elege os melhores da TV e do cinema.

A comédia dramática A Favorita, de Yorgos Lanthimos, que liderava a lista com 14 indicações, venceu em duas categorias. O mexicano Roma, de Alfonso Cuarón, se consagrou como o grande campeão e levou o prêmio de melhor filme.

A atriz Claire Foy, da série The Crown e que estava indicada pelo filme O Primeiro Homem, foi homenageada com o Prêmio #SeeHer, criado há dois anos em parceria com a Association of National Advertisers com a intenção de homenagear mulheres que se destacam na mídia. A atriz Viola Davis, a primeira a receber esse prêmio, subiu ao palco para entregar a honraria para Claire. Além disso, Chuck Lorre, produtor e roteirista da série The Big Bang Theory, foi homenageado com o Critics’ Choice Creative Achievement Award. O prêmio especial foi entregue pelo elenco do seriado.

Conheça os vencedores do Critics’ Choice Awards 2019 nas categorias de cinema:

MELHOR FILME:
Roma, de Alfonso Cuarón

MELHOR ATOR:
Christian Bale, por Vice

MELHOR ATRIZ (empate):
Glenn Close, por A Esposa e Lady Gaga, por Nasce uma Estrela

MELHOR ATOR COADJUVANTE:
Mahershala Ali, por Green Book: O Guia

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE:
Regina King, por Se a Rua Beale Falasse

MELHOR ATOR/ATRIZ JOVEM:
Elsie Fisher, por Oitava Série

MELHOR ELENCO:
A Favorita

MELHOR DIREÇÃO:
Alfonso Cuarón, por Roma

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL:
First Reformed, escrito por Paul Schrader

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO:
Se a Rua Beale Falasse, escrito por Barry Jenkins

MELHOR FOTOGRAFIA:
Roma, por Alfonso Cuarón

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO:
Pantera Negra, por Hannah Beachler e Jay Hart

MELHOR EDIÇÃO:
O Primeiro Homem, por Tom Cross

MELHOR FIGURINO:
Pantera Negra, por Ruth Carter

MELHOR MAQUIAGEM E PENTEADO:
Vice, por Kate Biscoe, Ann Pala Williams e Jamie Kelman

MELHORES EFEITOS VISUAIS:
Pantera Negra

MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO:
Homem-Aranha no Aranhaverso

MELHOR FILME DE AÇÃO:
Missão: Impossível – Efeito Fallout

MELHOR FILME DE COMÉDIA:
Podres de Ricos

MELHOR ATOR EM COMÉDIA:
Christian Bale, por Vice

MELHOR ATRIZ EM COMÉDIA:
Olivia Colman, por A Favorita

MELHOR FILME DE FICÇÃO CIENTÍFICA OU TERROR:
Um Lugar Silencioso

MELHOR FILME ESTRANGEIRO:
Roma, de Alfonso Cuarón (México)

MELHOR CANÇÃO:
Shallow, interpretada por Bradley Cooper e Lady Gaga (Nasce uma Estrela)

MELHOR TRILHA SONORA:
O Primeiro Homem, por Justin Hurwitz

Foto: Kevin Winter/Getty Images.

Marighella, dirigido por Wagner Moura, é selecionado para o Festival de Berlim 2019

por: Cinevitor

marighellaberlim2019Seu Jorge e Wagner Moura nos bastidores de Marighella.

A 69ª edição do Festival de Berlim, que acontecerá entre os dias 7 e 17 de fevereiro de 2019, acaba de anunciar novos filmes em sua programação, entre eles, o brasileiro Marighella, que marca a estreia de Wagner Moura na direção. O longa será exibido fora de competição, ou seja, não disputará o Urso de Ouro.

Protagonizado por Seu Jorge, o filme conta a história do baiano Carlos Marighella, um dos principais guerrilheiros na luta contra a ditadura militar brasileira. O elenco conta também com Adriana Esteves, Bruno Gagliasso, Jorge Paz, Luiz Carlos Vasconcelos, Humberto Carrão, Bella Camero e Ana Paula Bouzas.

Em 2008, Wagner Moura participou do Festival de Berlim com Tropa de Elite, filme de José Padilha que recebeu o Urso de Ouro, prêmio máximo do evento. Depois, em 2014, o ator passou novamente pela Berlinale com Praia do Futuro, de Karim Aïnouz, exibido na Competição Oficial.

Outros filmes brasileiros já foram confirmados na programação da mostra Panorama do Festival de Berlim deste ano: o documentário Estou Me Guardando Para Quando o Carnaval Chegar, de Marcelo Gomes; e a ficção Greta, de Armando Praça, que conta com Marco Nanini, Denise Weinberg, Démick Lopes e Gretta Sttar no elenco.

Neste ano, a atriz francesa Juliette Binoche será a presidente do júri; em 1993, ela recebeu o prêmio Berlinale Camera e em 1997, o Urso de Prata de melhor atriz pelo seu trabalho em O Paciente Inglês, de Anthony Minghella.

Conheça os novos filmes selecionados para o Festival de Berlim 2019:

COMPETIÇÃO:

Di jiu tian chang (So Long, My Son), de Wang Xiaoshuai (China)
Elisa y Marcela (Elisa & Marcela), de Isabel Coixet (Espanha)
Gospod postoi, imeto i’ e Petrunija (God Exists, Her Name is Petrunija), de Teona Strugar Mitevska (Macedônia/Bélgica/Eslovênia/Croácia/França)
Marighella, de Wagner Moura (Brasil) (fora de competição)
Mr. Jones, de Agnieszka Holland (Polônia/Reino Unido/Ucrânia)
Öndög, de Wang Quan’an (Mongólia)
The Operative, de Yuval Adler (Alemanha/Israel/França/EUA) (fora de competição)
La paranza dei bambini (Piranhas), de Claudio Giovannesi (Itália)
Systemsprenger (System Crasher), de Nora Fingscheidt (Alemanha)
Ut og stjæle hester (Out Stealing Horses), de Hans Petter Moland (Noruega/Suécia/Dinamarca)
Varda par Agnès (Varda by Agnès), de Agnès Varda (França) (fora de competição)

BERLINALE SPECIAL:

ANTHROPOCENE: The Human Epoch, de Jennifer Baichwal (Canadá)
Es hätte schlimmer kommen können – Mario Adorf (It Could Have Been Worse – Mario Adorf), de Dominik Wessely (Alemanha)
El Norte (The North), de Gregory Nava (1984) (cópia restaurada)

BERLINALE SPECIAL GALA:

The Boy Who Harnessed the Wind, de Chiwetel Ejiofor (Reino Unido)
Lampenfieber (Kids in the Spotlight), de Alice Agneskirchner (Alemanha)
Celle que vous croyez (Who You Think I Am), de Safy Nebbou (França)

*Clique aqui e confira a lista com os filmes confirmados anteriormente.

Foto: Divulgação.

MUAHS Awards 2019: conheça os indicados ao prêmio do Sindicato dos Maquiadores e Cabeleireiros

por: Cinevitor

bohemianmakeupJoseph Mazzello, Rami Malek e Gwilym Lee em Bohemian Rhapsody.

O Sindicato de Maquiadores e Cabeleireiros (Make-­Up Artists and Hair Stylists Guild) foi fundado em novembro de 1937 e hoje conta com mais de 1.900 membros da indústria do entretenimento em todo o mundo.

Como de costume, anualmente realiza o Make-­Up Artists and Hair Stylists Guild Awards, prêmio que elege as melhores maquiagens e estilos de cabelo do cinema, da TV, mídias digitais e do teatro. Os vencedores da 6ª edição serão anunciados no dia 16 de fevereiro.

Neste ano, a atriz Melissa McCarthy receberá o Distinguished Artisan Award; a maquiadora Susan Cabral-Ebert, indicado ao Emmy quatro vezes, será homenageada com o Lifetime Achievement Award: Make-Up. Além da TV, Susan trabalhou em diversos filmes, como: A Vida em Preto e Branco, O Jogo da Paixão, Mar em Fúria, Epidemia, Sociedade dos Poetas Mortos, Pânico, Erin Brockovich: Uma Mulher de Talento, entre outros. O cabeleireiro Robert Louis Stevenson receberá o Lifetime Achievement Award: Hair Styling. Ao longo de sua carreira, foi indicado ao Emmy e trabalhou em várias produções cinematográficas, entre elas: O Mordomo da Casa Branca, Corpo Fechado, Flashdance, A Cor Púrpura, Indiana Jones e a Última Cruzada, Mudança de Hábito, Amistad, Triplo X, entre outros.

Conheça os indicados ao MUAHS Awards 2019 nas categorias de cinema:

MELHOR MAQUIAGEM | FILME CONTEMPORÂNEO:
As Viúvas, por Ma Kalaadevi Ananda, Denise Pugh-Ruiz e Jacqueline Fernandez
Bem-vindos a Marwen, por Ve Neill e Rosalina De Silva
Boy Erased: Uma Verdade Anulada, por Kimberly Jones, Mi Young e Kyra Panchenko
Nasce uma Estrela, por Ve Neill, Debbie Zoller e Sarah Tanno
Podres de Ricos, por Heike Merker e Irina Strukova
Querido Menino, por Jean Black e Rolf Keppler

MELHOR PENTEADO | FILME CONTEMPORÂNEO:
As Viúvas, por Linda Flowers, Daniel Curet e Denise Wynbrandt
Felicidade Por Um Fio, por Dawn Turner e Larry Simms
Nasce uma Estrela, por Lori McCoy-Bell, Joy Zapata e Frederic Aspires
Podres de Ricos, por Heike Merker e Sophia Knight
Vox Lux, por Esther Ahn e Daniel Koye

MELHOR MAQUIAGEM EM FILME DE ÉPOCA E/OU CARACTERIZAÇÃO:
Bohemian Rhapsody, por Jan Sewell e Mark Coulier
Duas Rainhas, por Jenny Shircore, Hannah Edwards e Sarah Kelly
O Retorno de Mary Poppins, por Peter Robb-King e Paula Price
Stan & Ollie, por Jeremy Woodhead e Marc Coulier
Vice, por Kate Biscoe, Ann Pala Williams e Jamie Kelman

MELHOR PENTEADO EM FILME DE ÉPOCA E/OU CARACTERIZAÇÃO:
Bohemian Rhapsody, por Jan Sewell e Julio Parodi
Duas Rainhas, por Jenny Shircore e Marc Pilcher
Infiltrado na Klan, por LaWanda Pierre-Weston e Shaun Perkins
O Retorno de Mary Poppins, por Peter Robb-King e Paula Price
Pantera Negra, por Camille Friend, Jaime Leigh McIntosh e Louisa Anthony

MELHOR MAQUIAGEM DE EFEITOS ESPECIAIS:
A Balada de Buster Scruggs, por Christien Tinsley, Corey Welk e Rolf Keppler
Aquaman, por Justin Raleigh, Ozzy Alvarez e Sean Genders
Pantera Negra, por Joel Harlow, Ken Diaz e Sian Richards
Stan & Ollie, por Mark Coulier e Jeremy Woodhead
Vice, por Greg Cannom e Christopher Gallaher

Foto: Divulgação/Twentieth Century Fox.