Associação de Críticos de Cinema de San Diego anuncia os melhores de 2018

por: Cinevitor

leavenotracesandiegoThomasin McKenzie e Ben Foster em Leave No Trace: filme vencedor.

A Associação de Críticos de Cinema de San Diego (San Diego Film Critics Society) divulgou nesta segunda-feira, 10/12, sua lista com os melhores do ano. Nesta 23ª edição, o drama Leave No Trace, de Debra Granik, se consagrou como o grande campeão.

A Associação tem como objetivo proporcionar diversas opiniões críticas sobre filmes, avançar na educação e na conscientização cinematográfica, além de reconhecer excelências no cinema desde 1996 quando realizou, pela primeira vez, o San Diego Film Critics Society’s Award elegendo o drama policial Fargo, de Joel e Ethan Coen, como o melhor filme daquele ano.

Nos últimos cinco anos, os vencedores na categoria de melhor filme segundo os críticos de San Diego também foram aclamados em outras premiações, mas não foram consagrados pela Academia com o tão cobiçado Oscar de melhor filme. Foram eles: Ela, em 2013; O Abutre, em 2014; Mad Max: Estrada da Fúria, em 2015; A Qualquer Custo, em 2016; e Corra!, em 2017.

Conheça os vencedores do San Diego Film Critics Society’s Award 2018:

MELHOR FILME:
Leave No Trace
2º lugar: Green Book: O Guia

MELHOR DIREÇÃO:
Debra Granik, por Leave No Trace
2º Lugar: Peter Farrelly, por Green Book: O Guia

MELHOR ATOR:
Ethan Hawke, por First Reformed
2º Lugar: Viggo Mortensen, por Green Book: O Guia

MELHOR ATRIZ:
Glenn Close, por A Esposa
2º Lugar: Melissa McCarthy, por Poderia Me Perdoar?

MELHOR ATOR COADJUVANTE (empate):
Richard E. Grant, por Poderia Me Perdoar?
Timothée Chalamet, por Querido Menino

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE:
Nicole Kidman, por Boy Erased: Uma Verdade Anulada
2º lugar: Nina Arianda, por Stan & Ollie

MELHOR ATUAÇÃO EM COMÉDIA:
Hugh Grant, por Paddington 2
2º Lugar: Jesse Plemons, por A Noite do Jogo

MELHOR ELENCO:
A Noite do Jogo
2º lugar: A Favorita

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL:
Oitava Série, escrito por Bo Burnham
2º Lugar: Green Book: O Guia, escrito por Nick Vallelonga, Brian Hayes Currie e Peter Farrelly

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO:
A Morte de Stalin, escrito por Armando Iannucci, David Schneider, Ian Martin, Peter Fellows e Fabien Nury
2º Lugar: Boy Erased: Uma Verdade Anulada, escrito por Joel Edgerton

MELHOR DOCUMENTÁRIO:
Três Estranhos Idênticos, de Tim Wardle
2º Lugar: Free Solo, de Jimmy Chin e Elizabeth Chai Vasarhelyi

MELHOR FOTOGRAFIA (empate):
A Balada de Buster Scruggs, por Bruno Delbonnel
Domando o Destino, por Joshua James Richards

MELHOR DESIGN DE PRODUÇÃO:
A Favorita, por Fiona Crombie
2º Lugar: Stan & Ollie, por John Paul Kelly

MELHOR EDIÇÃO:
A Noite do Jogo, por Jamie Gross e David Egan
2º Lugar: Um Lugar Silencioso, por Christopher Tellefsen

MELHORES EFEITOS VISUAIS:
Jogador N°1
2º Lugar: Christopher Robin: Um Reencontro Inesquecível

MELHOR FIGURINO (empate):
A Favorita, por Sandy Powell
Paddington 2, por Lindy Hemming

MELHOR FILME DE ANIMAÇÃO:
Ilha dos Cachorros, de Wes Anderson
2º Lugar: Homem-Aranha no Aranhaverso, de Bob Persichetti, Peter Ramsey e Rodney Rothman

MELHOR FILME ESTRANGEIRO:
Assunto de Família, de Hirokazu Kore-eda (Japão)
2º Lugar: Cafarnaum, de Nadine Labaki (Líbano)

MELHOR USO DE MÚSICA EM FILME:
Maus Momentos no Hotel Royale
2º Lugar: Bohemian Rhapsody

ARTISTA REVELAÇÃO:
Thomasin McKenzie, por Leave No Trace
2º Lugar: Charlie Plummer, por A Rota Selvagem

BODY OF WORK:
John C. Reilly, por The Sisters Brothers, WiFi Ralph: Quebrando a Internet e Stan & Ollie

Foto: Divulgação/MAB Productions.

Comentários